Idoso falece em Poconé após Samu negar transferência para Cuiabá | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 12 de Novembro de 2019

GOVERNO Domingo, 13 de Outubro de 2019, 19h:05 | - A | + A




NEGLIGÊNCIA

Idoso falece em Poconé após Samu negar transferência para Cuiabá

Mesmo com ambulância parada no local, Central não liberou o deslocamento


redacaomuvuca@gmail.com

Ambulância do SAMU / Foto: Reprodução

Um idoso faleceu em um Pronto Atendimento Médico (PAM), no município de Poconé, localizado a 104 km de Cuiabá, após o Centro de Regulação do SAMU negar a transferência para o Pronto Socorro da capital. O paciente deu entrada no PAM às 08 horas da manhã e faleceu às 12 horas, com a pressão arterial e os batimentos cardíacos instáveis.

Segundo o relato do amigo do falecido, o idoso acordou se sentindo indisposto, com fortes dores no estômago, então foram ao PAM para saber o que estava acontecendo, ao realizar alguns exames, foi diagnosticado que a glicemia do paciente estava extremamente alta, marcando 398 mg. O médico da unidade receitou medicamentos para abaixar a taxa, mas após as dosagens, a glicemia caiu apenas para 396 mg.

O médico também solicitou um eletrocardiograma para examinar a frequência cardíaca do paciente, no entanto, ao realizar duas vezes o exame, o clínico alegou que o equipamento da unidade estava com defeitos e seria melhor que o paciente realizasse pela terceira vez em uma clínica particular ao lado do Pronto Atendimento.

Sendo assim, o idoso foi até a clínica, acompanhado de seu amigo, pois os dois estavam em uma viagem a trabalho em Poconé, e pagou pelo exame. Porém, ao levar para o médico analisar, o doutor não foi capaz de identificar qual seria o problema e determinou a transferência para o Pronto Socorro de Cuiabá.

Ao solicitar ao SAMU a transferência, o pedido foi negado pela Central de Regulação, pois a ambulância do local estava em viagem no município de Lucas do Rio Verde, localizado a 427 km de Poconé. O amigo do paciente ficou cerca de duas horas em busca da liberação para Cuiabá mas, infelizmente, o idoso chegou a óbito.

De acordo com o companheiro do paciente, a vereadora Camila Silva (PSC) chegou a ir até a unidade hospitalar, para tentar auxiliar na aprovação da transferência, entretanto, o tempo não foi suficiente.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Olavo - 13-10-2019 23:24:45

Se fosse um viciado em drogas com ataques, com certeza tinham liberado a ambulância, já vi isso, negaram na minha rua o samu socorrer um idoso, falaram pra mim pegar um carro particular, mas no outro dia na rua ao lado um viciado tava tendo overdose, aí o samu apareceu rapidinho pra socorrer ele, os valores estão se invertendo nessa sociedade doente.

Responder

2
0


1 comentários