Sem salários, funcionários terceirizados fecham guaritas da UFMT  | MUVUCA POPULAR

Domingo, 15 de Setembro de 2019

GOVERNO Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019, 08h:29 | - A | + A




Mês de julho

Sem salários, funcionários terceirizados fecham guaritas da UFMT

WhatsApp Image 2019-08-19 at 07.09.47 (1).jpeg

 Foto: Divulgação 

Sem receber o salário referente ao mês de julho, funcionários da empresa terceirizada Presto que realizam os serviços de limpeza para Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) fecharam novamente as guaritas de acesso à instituição, na manhã desta segunda-feira (19). A entrada de pedestres está ocorrendo normalmente, porém, veículos e motos estão sendo impedidos de entrar.

Com faixas com dizeres "sem salário, vassouras no armário", os trabalhadores alegam que, além do pagamento atrasado, não receberam o sacolão que devia ter sido entregue no início de agosto. A entrega da cesta básica foi proposta pela Presto em reunião realizada na Secretaria Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) para por fim a última greve, realizada há 15 dias.

Na semana passada, os trabalhadores já haviam suspendido os serviços e, na manhã de sexta-feira (16), os grevistas protestaram no campus de Cuiabá.

Repasses

O pagamento dos funcionários é feito pela Presto, que recebe dinheiro da UFMT, que já afirmou que está em dia com os repasses. Por meio da assessoria, a Universidade confirmou o fechamento da guarita, mas declarou que irá se posicionar após reunião de negociação.

Segundo informações, a empresa deve garantir todos os salários dos funcionários por até três meses sem o repasse. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Olavo - 20-08-2019 08:52:32

Onde tem PT o carro da PT!

Responder

1
0


Carlos Nunes - 19-08-2019 08:51:08

Ih! Tem que abrir é a Caixa Preta da UFMT, pois alguma coisa tá errada por lá...deixaram de pagar contas de energia até de 2018, e cortaram a luz...é salário de servidor terceirizado que não tá em dia...o que mais? Ora, o Orçamento 2017 na certa previu dinheiro pra pagar Energia de 2018, assim como o Orçamento de 2018 previu pra pagar em 2019 salários de servidores terceirizados. Quem escolheu essa firma terceirizada? Não havia outras melhores do que ela? O que será que tá acontecendo com o dinheiro? Só abrindo a Caixa Preta. Outra coisa que ninguém engole é construírem o Novo Hospital Júlio Muller, na estrada de Santo Antônio...longe pra burro. Devia ter sido feito mais perto, dentro de Cuiabá mesmo. Quem será que lucrou com essa localização? De quem era o terreno? O Novo Hospital Júlio Muller é Hospital Universitário, que servirá pra formar novos Médicos, novos Enfermeiros, etc. Por que o Estado entrou com contrapartida? Devia ser só verba federal, dos Ministérios da Educação e da Saúde. Por que o Estado tem que entrar com 50% do dinheiro? É tudo muito suspeito isso...Tem que abrir até uma CPI pra examinar tudo isso.

Responder

6
1


2 comentários