Igreja Batista Getsemâni

STF mantém Paulo Taques preso após 51 dias

Redação

Mesmo após 51 dias preso, a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi negar novamente o pedido de habeas corpus de Paulo Taques.

Antes de tomar a decisão, o Ministério Público Federal (MPF) afirmou que as imputações feitas a Paulo Taques têm lastro no relato dos colaboradores e também em sólido conjunto de provas. “Este acervo probatório foi examinado, em profundidade, pelo prolator da decisão que decretou a prisão preventiva”, declarou o órgão.

O primo do governador está detido desde o dia 9 de maio deste ano durante a Operação Bônus, segunda fase da Operação Bereré. Ele se encontra no Centro de Custódia da Capital desde o dia 9 de maio deste ano (CCC) pela suposta participação no esquema de desvios de 30 milhões no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT).

Além de Paulo Taques, foram presos preventivamente Pedro Jorge Zamar Taques, o deputado estadual Mauro Savi e os empresários Roque Anildo Reinheimer, Claudemir Pereira dos Santos, vulgo “Grilo” e José Kobori.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br