Igreja Batista Getsemâni

CPIS são abertas para investigar gestão de Mauro Mendes

Além do ex-prefeito, quem também deverá ser atingido com as CPIs é o vereador Gilberto Figueiredo (PSB)

Redação

Foram abertas nesta quinta (21) duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) na Câmara de Vereadores em Cuiabá, que visam investigar a gestão de Mauro Mendes (DEM) a frente da prefeitura de Cuiabá entre 2013 a 2016.  

Os vereadores também criaram mais uma CPI para apurar o pagamento de um software de gestão de bibliotecas, que nunca teria sido entregue á capital.  

Além do ex-prefeito, quem também deverá ser atingido com as CPIs é o vereador Gilberto Figueiredo (PSB), que era o secretário de Educação na gestão e atua na oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

A CPI das medições foi criada por conta da existência de várias denúncias de irregularidades pontuadas em uma auditoria realizada pela Controladoria do Município.

Já no caso do Software, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) teria julgado e condenado Figueiredo a devolver mais de R$ 200 mil, ainda no final de 2016.

Ainda ontem foi criado um inquérito nos repasses da saúde para os hospitais filantrópicos da capital, cinco dias após a oposição ter instaurado uma CPI para apurar supostas irregularidades na saúde pública da Capital.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br