Igreja Batista Getsemâni

Representantes bancários serão ouvidos em CPI

A partir desta quarta-feira (04), os representantes de instituições financeiras devem ser ouvidos pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Com o intuito de apurar as irregularidades e denúncias em empréstimos consignados concedidos a servidores públicos estaduais, foi criada em março deste ano a CPI dos consignados, como ficou conhecida.

A primeira oitiva será realizada às 14h [15h no horário de Brasília] com o diretor do Banco Daycoval, Nilo Carvazan. No mesmo dia serão ouvidos o diretor jurídico do Banco Olé Consignados, Álvaro Alexis Loureiro Junior, e a superintendente comercial, Alberth Moura Esteves de Souza.

Já no dia 8 de agosto, às 14h, serão ouvidos a gerente de operações do Banco BMG, Fabiola Fineli de Azevedo Cambotas, e o superintendente executivo do Banco Panamericano (Atual Banco Pan), Luiz Gonzaga Jayme.

A expectativa dos membros da CPI é conhecer o sistema de empréstimos consignados, bem como a fundamentação legal e a operacionalização.

A Comissão

A CPI deve investigar a fundamentação jurídica dos contratos entre os bancos e o poder público e se as taxas de juros são abusivas, bem como se falta transparência nas condições e demais cláusulas contratuais e se são obedecidas as normas da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

A comissão tem como relator o deputado Allan Kardec (sem partido) e como membros os deputados Adalto de Freitas (Patriota) e Gilmar Fabris (PSD) . A CPI tem o prazo de 180 dias para concluir os trabalhos.

 


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br