Igreja Batista Getsemâni

Santa Casa vai receber R$1 milhão da Prefeitura de Cuiabá

Helena Corezomaé
Redação

 

Os vereadores de Cuiabá, que fazem parte do Movimento “Santa Casa de Portas Abertas”, conseguiram a liberação de R$1 milhão para compra de medicamentos para o hospital. Segundo o grupo, também está sendo articulado propostas, para que a Santa Casa volte a atender 100% a população.  

“Tivemos hoje (11) a primeira reunião do grupo de trabalho na Secretaria de Saúde de Cuiabá que está tratando da situação da Santa Casa de Misericórdia. Tivemos um avanço importantíssimo, a garantia da liberação, até a próxima quinta-feira, do valor de R$1 milhão para a compra de medicamentos aos pacientes que estão internados na Santa Casa de Cuiabá”, informou o vereador Toninho de Souza (PSD).  

Conforme a assessoria do hospital, hoje, a Santa Casa trabalha de forma reduzida, pois o quadro de funcionários diminuiu e o atendimento que oferece é proporcional as suas condições financeiras. 

"Nós estamos atendendo, mas não são todas as cirurgias, pois os médicos estão há mais de seis meses sem receber e o quadro de funcionários também está reduzido. A Santa Casa está aberta, mas está atendendo de forma reduzida tanto o SUS, como no particular e convênio", informou a assessoria.

Na próxima semana o grupo que é formado por representantes da direção da Santa Casa, dos funcionários, da Câmara Municipal e da Prefeitura irá se reunir com o Prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e uma nova liberação de recursos pode ser alinhada. “Nesta reunião temos a expectativa de garantirmos a liberação de valores para o pagamento dos salários dos servidores da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá”, informou o vereador.  

O Movimento para reabrir as portas da Santa Casa de Cuiabá já está dando resultados positivos, a iniciativa tem mostrado a importância do engajamento dos mais diversos setores em busca de resolver o impasse em torno da Instituição.  

A Bancada Federal também vai trabalhar em Brasília para trazer recursos para a unidade hospitalar. “A dívida da Santa Casa é monstruosa, só com o repasse normal não é possível resolver a situação, é preciso ajuda de todos os lados”, declarou Toninho.    


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br