Igreja Batista Getsemâni

Emanuel Pinheiro admite que não irá a reeleição

Prefeito diz que Valtenir está livre pra construir sua candidatura

Kamila Arruda / Diário de Cuiabá

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) admitiu que não irá a reeleição no próximo ano, e afirma que o ex-deputado federal Valtenir Pereira (MDB) está livre para trabalhar a sua pré-candidatura dentro do partido.

Para o chefe do Executivo Municipal, entretanto, o ex-parlamentar é voz isolada na legenda. “Não existe rixa no MDB, o que existe é uma voz isolada. O presidente do partido Francisco Faiad, a deputada Janaína Riva e o deputado Carlos Bezerra já colocaram bem essa situação. Existe uma voz isolada, mas que vai entender que a gente precisa de unidade. Até porque, não sou candidato a reeleição. Ele pode trabalhar a candidatura dele”, disse o emedebista.

As declarações de Pinheiro fazem referência ao posicionamento de Valtenir, que tem externado com veemência o seu interesse em disputar o comando do Palácio Alencastro em 2020. O ex-deputado afirma que tem trabalhado o seu nome por não concordar com a reeleição do atual prefeito. Isto porque, para ele, o seu colega de sigla “não ser digno de confiança”.

Desta forma, Valtenir tem defendido a realização de prévias no MDB para definir quem será o candidato do partido em 2020. Segundo ele, a sigla não pode “ficar refém” do prefeito.

Acontece que, as maiores lideranças emedebista já trabalham no convencimento do prefeito Emanuel Pinheiro. Eles apostam na reeleição do atual chefe do Executivo Municipal.

Segundo Janaína Riva, o nome de Pinheiro já está pacificado dentro do partido. “O Emanuel reúne o maior número de apoio. E o Valtenir ou aceita isso ou não tem como ser candidato pelo MDB. E isso está pacificado ali dentro. Era uma garantia que o Emanuel queria, o partido respondeu a isso”, explicou.

O presidente da sigla em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra (MDB), por sua vez, admite que a prioridade do partido é garantir a reeleição de Pinheiro como prefeito da Capital. No entanto, afirma que, caso ele decida não participar do pleito, a legenda irá analisar outros nomes.

O desentendimento entre Valtenir e Pinheiro começou ainda na pré-campanha das eleições de 2016. Na oportunidade, o então deputado federal havia se lançado como pré-candidato a prefeito, mas o partido decidiu pelo nome de Emanuel.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br