Igreja Batista Getsemâni

Mendes cede delegado para investigar pessoas com foro privilegiado

Acordo foi feito com o Ministério Público e anunciado na manhã desta segunda-feira (15)

Larissa Malheiros

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou que irá ceder o delegado do Estado, Carlos Américo, para atuar no Núcleo de Ações de Competência Originárias (Naco) Criminal, afim de investigar desvios de conduta de autoridades com prerrogativa de foro privilegiado. O acordo do gestor foi feito com Ministério Público e anunciado na manhã desta segunda-feira (15).

“Vamos ceder esse delegado para atuar no Naco e ele irá trabalhar nas ações de eventuais desvios de conduta ética daqueles que tem foro privilegiado em Mato Grosso”, disse Mendes.

O democrata explicou que é necessária a celeridade em todos os processos, denúncias que envolvam políticos com foro. Além disso, ele destacou que a proposta mostra que o Governo por meio dos seus secretários não tem o que esconder e o executivo preza pela total transparência.

“Isso é uma demonstração de que queremos que os recursos públicos sejam aplicados corretamente, com transparência e com respeito aos princípios da legalidade e moralidade. Ao colocarmos uma estrutura maior para investigar, é porque nenhum de nós teme as investigações. É uma medida preventiva e corretiva se identificada qualquer autoridade em Mato Grosso que esteja praticando desvio de conduta ética e moral”, disse.

O procurador geral de Justiça, José Antônio Borges, lembrou que o foro privilegiado tem prazo certo para terminar, termina com o mandato eletivo de quem está no cargo, por isso, destaca que a intenção é começar e terminar as investigações em tempo hábil. “Nós não queremos que os processos simplesmente passeiem lá pelo Naco por três, quatro anos e depois tenham que ser redistribuídos pra as varas comuns”, acrescentou.  


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br