Igreja Batista Getsemâni

“Moro, o bocó, e Bolsonaro, o malandro”, escreve jornalista sobre aliança do presidente com o juiz

De forma crítica, Renato Rovai resumiu parceria que levou Moro ao Ministério da Justiça

Amanda Caroga
muvucapopular@gmail.com

Em um pequeno texto publicado em sua coluna semanal, o jornalista Rentato Rovai, sintetizou de forma crítica, a parceria do atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), com o ministro da Justiça, Sérgio Moro.   

Segundo o comunicador, “o malandro virou presidente e o bocó aceitou ser ministro da Justiça pra ganhar uma cadeira no Supremo”. 

Além disso, Renato enfatizou que o prestigio atribuído ao juiz, só foi conquistado através da vontade da oposição de derrotar o ex-presidente Lula (PT), no pleito de 2018. “Moro é um bocó que foi levado a uma posição de justiceiro por uma casta econômica que queria derrotar Lula”, escreveu.  

Confira na íntegra:  

Moro, o bocó, e Bolsonaro, o malandro, uma história…. 

Bolsonaro é uma besta quadrada. Daquele tipo que não consegue tomar sorvetes de duas bolas sem ter que trocar de roupa depois. Um verdadeiro imbecil. 

Mas ao mesmo tempo é um malandro clássico. Conhece os atalhos. Sabe como lidar com os chefes de milícia, que já homenageou. E as Forças Armadas. E policiais. 

Moro, não. Moro é um bocó que foi levado a uma posição de justiceiro por uma casta econômica que queria derrotar Lula. Um tipo que escreve "testo", assim mesmo, com S, nos agradecimentos da revisão de sua tese de pós-graduação. E que não sabe conjugar verbos básicos. Mas que de repente se tornou um herói, um gênio. 

O malandro e o bocó perceberam que podiam tomar o poder central do país e se tornaram sócios. 

O malandro virou presidente e o bocó aceitou ser ministro da Justiça pra ganhar uma cadeira no Supremo depois. Ou quem sabe se tornar sucessor do malandro. 

Deu ruim para o bocó, que foi descoberto fazendo malandragens. 

É só uma questão de tempo, bocó”. 

Renato Rovai 

Jornalista, mestre em Comunicação pela ECA/USP e doutor pela UFABC. 


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br