Igreja Batista Getsemâni

Secretária de Educação é processada por calote contra plano de saúde

Marioneide Angelica Kleimascheuesk deve R$ 5 mil ao Affemat-Saúde

José Marcondes
redacaomuvuca@gmail.com

A secretária Marioneide Angelica Klimachewisk, da pasta da Educação (Seduc), está sendo processada por calote contra o plano de saúde da Associação dos Servidores da Fazenda. O plano se chama “Affemat-Saúde”, e o valor da dívida é de R$5,2 mil.

A inadimplência não foi negada por Marioneide Angelica, e ela assinou um instrumento de confissão e parcelamento da dívida ainda em 2014. Mas não pagou. Isso levou a Affemat-Saúde a cobrar a dívida na Justiça.

A dívida foi reconhecida em sentença judicial, e o valor atualizado para R$7,9 mil em dezembro de 2017. O débito poderia ser pago com o adiantamento de 30% do montante, e o restante em até seis vezes. A oferta aparentemente foi recusada, ou ela não soube dessa decisão judicial.

A Justiça mandou publicar edital por que não foi encontrada pelo oficial de justiça. Curioso que sendo servidora pública, professora e diretora escolar, o seu endereço poderia ser informado pela Prefeitura ou pelo Governo Estadual.

A juíza Vandymara Galvão Ramos Paiva Zanolo mandou realizar buscas no sistema de veículos (Renajudna última terça-feira (16), mas encontrou apenas um veículo financiado, ou seja, que ainda pertence a banco. Hoje (19) foi autorizada a busca por dinheiro (Bacenjud) para se chegar ao valor de R$9,1 mil.

O próximo passo, caso a dívida não seja paga, será o bloqueio de parte da sua remuneração. O que será outra dificuldade para Justiça. O salário como professora da Prefeitura de Cuiabá é de R$7,5 mil bruto, e após descontos cai para R$2,2 mil. Já a verba comissionada como secretária de Estado (Seduc) é de R$5 mil líquido.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br