Igreja Batista Getsemâni

Governo quer proibir a pesca, mas não zela pelos rios, diz deputado

Parlamentar é um dos principais críticos do projeto

Thays Amorim
redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Eliel Tenorio Pereira/Reprodução

  Foto: Eliel Tenorio Pereira/Reprodução

Deputado Elizeu Nascimento (DC) em uma audiência pública contra o Cota Zero, no município de Barra do Garças.

Deputado Elizeu Nascimento

Deputado Elizeu Nascimento (DC) em uma audiência pública contra o Cota Zero, no município de Barra do Garças. Foto: Divulgação.

Mesmo curtindo as férias da Assembleia Legislativa na praia, o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) não deixa seus posicionamentos como parlamentar de lado. O político postou um vídeo denunciando um lixão à céu aberto no rio Cuiabá e criticou o Governo do Estado por querer proibir a pesca, com o projeto Cota Zero, mas não zela pelos rios. 

Principal crítico do projeto, o parlamentar publicou um vídeo de um popular em uma lancha. Ao fundo, é possível ver uma grande poluição no rio composta por lixos como capacetes e até mesmo uma geladeira. Segundo Elizeu, o problema do rio não é a pesca, e sim a poluição.

"Tem gente graúda e poderosa que estão preocupados em fechar a pesca por 5 anos, dizendo estar preocupados com nossos rios e peixes, mas não vimos preocupação alguma em zelar pela preservação de nossos rios, fiscalizações contra pesca predatória e evitar que esse lixo todo desague em nosso Rio Cuiabá", afirmou o deputado.

O parlamentar reforçou que é a favor de outros métodos para a preservação do meio-ambiente. “Parabéns a esse munícipe que mostra essa realidade em seu vídeo gravado. Digo SIM a fiscalização e NÃO ao Cota Zero da Pesca”, declarou.

Entenda o Cota Zero

O Projeto de Lei 668/2019, popularmente conhecido como Cota Zero, prevê a proibição da pesca e transporte de peixes nos rios de Mato Grosso pelo período de cinco anos.
A justificativa do governador Mauro Mendes (DEM) para a aprovação da pauta é que a proposta irá repovoar os rios e fomentar o turismo no estado.

Atualmente, o cronograma de votação da proposição foi suspenso. Encaminhado pelo Executivo e apoiado por parlamentares ligados ao governo de Mendes, o último andamento do Cota Zero na Casa de Leis foi em novembro de 2019, quando a pauta foi encaminhada para a Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais.

A discussão sobre o projeto é prevista para retornar à pauta da ALMT ainda em janeiro, após o estudo técnico.

Confira o vídeo publicado pelo parlamentar:


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br