Igreja Batista Getsemâni

“Quem acusa tem que provar”, diz Pedro Taques sobre esquemas da Seduc

Ex-governador foi autorizado a acessar a delação do empresário Giovani Belatto Guizardi, dono da construtora Dínamo

Redação
redacaomuvuca@gmail.com

Ex-governador de Mato Grosso - Pedro Taques (PSDB) l Foto: Reprodução

O ex-governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), foi autorizado nesta segunda-feira (20), a acessar a delação premiada firmada pelo empresário Giovani Belatto Guizardi, dono da construtora Dínamo, em torno das investigações do esquema de fraudes em licitações de obras da Secretaria de Educação (Seduc).

O tucano comemorou a decisão da juíza Ana Cristina Mendes, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, e ainda declarou que "quem acusa tem que provar", dizendo que o requerimento foi apenas um  direito constitucional de defesa.

A decisão consta no Diário de Justiça desta segunda-feira. Entre as informações prestadas por Giovani Belatto Guizardi está a acusação de que o ex-deputado estadual Guilherme Maluf, atual conselheiro do Tribunal de Contas (TCE) recebeu dinheiro de propina no banheiro do Buffet Leila Malouf.

Giovani Belatto também afirmou que o ex-secretário de Educação de Mato Grosso, Permínio Pinto, recebeu propina paga em espécie em vários locais diferentes. A delação e seus detalhes ainda são sigilosos.

A Operação Rêmora investigou esquema de fraudes em obras de reforma e construção de escolas que inicialmente estavam orçadas em R$ 56 milhões. Diversas empresas compunham, segundo o Ministério Público, cartel capaz de gerar favorecimentos e desvio de dinheiro público.  


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br