Igreja Batista Getsemâni

Secretário justifica que sacos impermeáveis serão usados para óbitos suspeitos de Covid

MT adquiriu 10,9 mil sacos impermeáveis

Jéssica Moreira
redacaomuvuca@gmail.com

corona.jpg

 

Mato Grosso adquiriu 10,9 mil sacos impermeáveis que serão utilizado em óbitos de paciente com Covid-19 e também nos suspeitos. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o material adquirido será utilizado em 13 hospitais do estado. 

As unidades hospitalares que receberão esses equipamentos são dos municípios de Água Boa, Barra do Bugres, Peixoto de Azevedo, Cuiabá, Colíder, Cáceres, Alta Floresta, Sorriso, Várzea Grande, Rondonópolis e Sinop.

Estudos comprovam que mesmo após a morte, os corpos de pacientes com covid-19, ainda conseguem transmitir a doença para quem faz o manuseio sem proteção.

Mato Grosso adquiriu cinco tamanhos diferentes de saco plásticos tanto para crianças quanto para adultos estilo P, M, G e GG. 

De acordo com o secretário da SES Gilberto, Figueiredo, a recomendação faz parte da Anvisa e Ministério da Saúde.

"A partir das decisões tomadas pelo Ministério da Saúde, na localidade que ocorreu, esse corpo será colocado em um saco impermeável até a hora do sepultamento. Não apenas para pacientes da Covid-19, mas sim de vários casos. Fizemos isso para cumprir um protocolo e os sacos serão colocados à disposição dos 13 hospitais regionais e na central de Serviço de Verificação de Óbito", disse o secretário. 

Ainda segundo Gilberto, esses sacos impermeáveis são considerados EPIs, pois protegem quem realiza o manuseio do corpo e impedem que peguem o vírus. 

A mesma medida será adotada com pessoas que faleceram fora de unidades hospitalares. Conforme explicação de Gilberto Figueiredo, nesses casos os corpos serão encaminhados ao Serviço de Verificação de Óbitos, onde serão realizadas investigações para se definir a causa da morte e, só então, serão encaminhados às funerárias.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br