Igreja Batista Getsemâni

Jean Wyllys se solidariza com Felipe Neto: "Não está só"

Terra.com

"Querido @felipeneto, toda solidariedade a ti. Eu fui intensamente e sigo sendo vítima dessa rede de criminosos que buscam destruir nossas vidas com calúnia tão grave! Sei do imenso sofrimento que isso te causa e à tua família, mas se mantenha firme. Você não está só!", escreveu o jornalista e ativista político Jean Wyllys no Twitter.

A mensagem de solidariedade foi em resposta a um post do youtuber mais bem-sucedido do Brasil, no qual revelou a identificação de centenas de vídeos difamatórios contra ele em redes sociais. A hashtag #TodosContraFelipeNeto entrou para o ranking de assuntos mais comentados do Twitter. O influenciador com 39 milhões de inscritos no YouTube afirma ser vítima do "gabinete do ódio" associado a apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Após o ataque em massa suscitado a por um falso tweet com apologia à pedofilia, Felipe Neto recebeu o apoio de 37 entidades, entre elas a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e a ABI (Associação Brasileira de Imprensa). Vários artistas da TV também se manifestaram em defesa do youtuber, como os atores Alexandre Nero e Patrícia Pillar e o apresentador Luciano Huck.

Na avaliação de Jean Wyllys, que alegou receber ameaças de morte ao renunciar ao terceiro mandato de deputado federal e deixar o País, Felipe Neto passou a ser bombardeado online em razão das críticas feitas recentemente por ele a Jair Bolsonaro no 'The New York Times', considerado o jornal mais influente do planeta.

 


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br