Igreja Batista Getsemâni

Justiça exige que União explique baixo número de vacinas enviadas a MT

Decisão tem como base uma ação civil pública movida pela ALMT

Redação Muvuca Popular
redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

A Justiça Federal determinou que a União se posicione em até 48 horas sobre os critérios usados para a distribuição de vacinas contra a Covid-19. A decisão do juiz Ciro José de Andrade Arapiraca é dessa terça-feira (6).

A determinação atende ao pedido da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) que entrou com uma ação civil pública contra a União, alegando que o estado recebeu menos doses que Mato Grosso do Sul.

Na ação, os deputados pediam uma explicação no prazo de 72 horas. No entanto, o juiz federal entendeu que, devido à grave situação da pandemia em que o estado enfrenta, o prazo deve ser reduzido para dois dias.

A ação tem como base o comparativo entre os dados disponíveis pelo governo federal e as informações contidas nas notas de fornecimento das vacinas.
Segundo o portal, até o dia 2 de abril, Mato Grosso já teria recebido 561.210 doses da vacina, enquanto as notas de fornecimento apontam para apenas 159.190 doses.

Outro questionamento é o comparativo da quantidade de doses enviadas para outros estados da região Centro Oeste, como Goiás, com 1.233.780 doses, e Mato Grosso do Sul, com 576.510 doses.

Mato Grosso do Sul tem uma população inferior ao estado mato-grossense, mas recebeu um número maior de doses.

Mato Grosso aplicou 273.219 mil doses, ou seja, 48,6% das doses recebidas, enquanto Mato Grosso do Sul aplicou 451.618 doses, que corresponde a 78,3% do lote em estoque.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: https://muvucapopular.com.br