Acidentes de trânsito matam um por dia em Mato Grosso | MUVUCA POPULAR

Sábado, 14 de Dezembro de 2019

MATO GROSSO Domingo, 17 de Novembro de 2019, 09h:01 | - A | + A




Acidentes de trânsito matam um por dia em Mato Grosso

TRANSITO

 Foto: reprodução 

Em média uma pessoa morre por dia no trânsito de Mato Grosso. Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), confirmam que, neste ano, 355 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito no Estado. O número de lesão corporal culposa no trânsito alcança 4.532 registros. Em Cuiabá, neste ano, 49 pessoas perderam a vida em acidentes, já em Várzea Grande o número chega a 31. Neste domingo (17), é comemorado o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Para os familiares de vítimas no trânsito, leis mais duras e celeridade nos julgamentos são avanços necessários para o fim da impunidade e, consequentemente, para a redução dos casos.

Rosinéia Guimarães é uma das mães que ainda luta pela justiça e pelo fim de um ciclo, com a condenação do acusado do atropelamento e morte dos dois filhos em Poconé no ano de 2007. Katherine Louise Guimarães Bittencourtt e Diego Guimarães Bittencourt foram atropelados em frente a casa onde moravam. Eles estavam parados em uma motocicleta e voltavam de um almoço com o pai. O motorista Celzair Ferreira de Santana, além de dirigir em alta velocidade, estaria embriagado. Ele estaria a 134 km/h e, após a colisão, a caminhonete que atingiu as vítimas só teria parado quando colidiu com um poste de iluminação pública.

Celzair foi pronunciado a júri e por três vezes conseguiu protelar o julgamento. A data do júri está agendada para 2 de abril de 2020, e caso falte, Celzair pode ser preso frente as tentativas de adiamento. “O que espero deste processo é Justiça. É um ciclo que não se fechou, estou sem direção e sem estímulo para viver. Hoje as pessoas não mais acreditam em justiça, elas acham que podem fazer o que quiser e fica por isso mesmo. É preciso que haja punição, independente de quem seja o infrator ou do tamanho da infração”, ressalta.

A mãe das vítimas reforça a necessidade de seriedade e celeridade nos casos de acidentes de trânsito. Hoje ela define a mudança do trânsito com uma mensagem que era dita pelo filho morto. Diego enfatizava a necessidade de um mundo com mais amor e união. “Não consigo entender onde estão os direitos humanos. Fica de braços cruzados sabendo dessa angústia desse sofrimento moral , dá uma sensação de impotência e fere a dignidade da pessoa humana. E inadmissível uma mãe passar por isso”, diz.

Presidente da Associação dos Familiares Vítimas de Violência, Heitor Reyes é pai do estudante Alexandre Andrade Reyes, que foi morto em maio de 2008 em São Paulo, numa discussão no trânsito. O assassino, Ismael Vieira da Silva, foi condenado a 21 anos de prisão e 4 meses, por homicídio qualificado, por motivo fútil e porte ilegal de arma.

“Nossa luta diária é por legislação mais rígida e maior fiscalização, se não houver mudanças, a tendência é que morram mais pessoas no trânsito. O que vemos são vários casos que sequer foram julgados”, diz.

Reyes reforça que os altos números de mortes no trânsito está diretamente ligado aos fatores como impunidade pela demora do julgamento dos casos. Além da combinação de bebida e volante e o fato de motoristas que andam armados. “É necessária está conscientização no trânsito, colocar as pessoas em primeiro plano”, reforça.

Dia Mundial

Instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas, o terceiro domingo de novembro marca o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Este ano, a data será lembrada em 17 de novembro. De acordo com a ONU, os acidentes de trânsito matam 1,25 milhão de pessoas por ano em todo o mundo. O número de feridos varia entre 30 e 50 milhões de pessoas. Brasil, China e Índia respondem por 40% das mortes globais de acidentes devido ao tamanho da população e à taxa de motorização.

Pedal pela Vida

Na segunda-feira (18), a partir das 19h30 acontece o 2º “Pedal Pela Vida”, saindo do Shopping Estação. O movimento, coordenado pela Associação Viva Brasil, consiste em um passeio de ciclistas para chamar a atenção da importância da conscientização no trânsito. Representante da Associação, Roberto Bevilacqua Barroso da Silva, explica que desde o ano passado Cuiabá começou a fazer parte do movimento, em alusão a memória das vítimas do trânsito. O movimento é aberto a toda a população e busca trazer um outro olhar ao motorista.

Roberto, que já foi instrutor de trânsito, diz que engajou o movimento diante da realidade nas estradas. “Muito se fala em arma de fogo, em narcotráfico como causas de morte. Mas não damos a mesma importância ao trânsito, onde diariamente muitas pessoas vem perdendo a vida. Por isso o Pedal pela Vida vem com esta proposta de chamar a sociedade para a importância do respeito no trânsito”, confirma.

Gerente de Ação Educativa de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran), Rosane Polz frisa que a realidade do trânsito é assustadora em todo o Brasil. Destaca que 90% dos acidentes estão ligados à falha humana, negligência e imprudência. Reforça ainda o aumento dos acidentes que envolvem uso de celular e direção. “Os acidentes não causam apenas prejuízo momentâneo e nem tão somente nas pessoas que sofrem. É muito abrangente. Ainda tem o fato de que muitas pessoas ficam inválidas”, diz.

Rosane frisa que o Detran vem realizando uma série de ações educativas para sensibilizar as pessoas no sentido a redução dos riscos no trânsito e proporcionalmente de acidentes. Para isso são feitos trabalhos preventivos com as crianças, palestras e abordagens educativas com os condutores. A gerente de ações educativas ressalta que o “Dia em Memória as Vítimas de Trânsito”, também é um momento que o Detran aproveita para realizar ações em prol da conscientização do condutor. “São ações rotineiras com o objetivo de mudar a realidade e evitar que mais vidas sejam ceifadas”, reforça.   

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Blairo Maggi e Silval Barbosa
121 instituições foram contempladas
Parte será destinado à creche Irmã Hylda
Apostou a favor de Selma
Um mês e meio de férias

Últimas Notícias
14.12.2019 - 15:56
14.12.2019 - 12:28
14.12.2019 - 11:56
14.12.2019 - 10:40
14.12.2019 - 09:35




Informe Publicitário