Dos 51 mil eleitores de Mato Grosso que não votaram nas últimas três eleições, 12% regularizaram | MUVUCA POPULAR

Domingo, 19 de Maio de 2019

MATO GROSSO Quinta-feira, 25 de Abril de 2019, 08h:48 | - A | + A




Dos 51 mil eleitores de Mato Grosso que não votaram nas últimas três eleições, 12% regularizaram


redacaomuvucapopular@gmail.com

titulo_de_eleitor.jpg

 

Até esta quinta-feira (25/04), dos 50.732 eleitores de Mato Grosso que não votaram nas últimas três eleições e nem justificaram a ausência, apenas, 6.460 (12%) procuraram um cartório eleitoral para efetuar a regularização. O prazo para regularizar se encerra no dia 06 de maio e quem não comparecer terá o título cancelado. Vale destacar que cada turno é considerado uma eleição.

 O eleitor que estiver com o título passível de cancelamento pode procurar qualquer cartório. Para cada ausência a urna é cobrado uma multa, no entanto, o eleitor pode declarar insuficiência econômica e obter a dispensa do recolhimento.

 Dos municípios de Mato Grosso, Rondonópolis possui o maior número de eleitores passíveis de cancelamento. Dos 5.340, apenas, 226 requereram a regularização. Em seguida estão os municípios de Primavera do Leste, Tangará da Serra e Cáceres, dos quais, respectivamente, 3.079, 2.213 e 1814 eleitores passíveis de cancelamento, regularizaram as ausências às urnas, 170, 454 e 395.

 Eleitor com o título cancelado fica impedido de obter a certidão de quitação eleitoral. Esse documento é necessário para o exercício de diversos direitos civis, entre eles: tirar passaporte; fazer inscrição em instituições de ensino superior e tomar posse em cargo público.

 Os eleitores - cujo exercício do voto é facultativo não terão o título cancelado, pois nesse caso, a ausência às urnas não é registrada pelo sistema da Justiça Eleitoral. Se enquadram nessa situação, os eleitores com idade entre 16 e 17 anos, a partir de 70 anos e analfabetos. Também possuem o voto facultativo os eleitores portadores de deficiência que torna impossível ou extremamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais. Neste caso, o eleitor precisa ter informado essa condição à Justiça Eleitoral.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários