Comper terá que indenizar homem por acusação indevida  | MUVUCA POPULAR

Domingo, 25 de Agosto de 2019

MUVUCADAS Terça-feira, 21 de Maio de 2019, 07h:50 | - A | + A




Cliente vai receber um valor de R$ 15 mil

Comper terá que indenizar homem por acusação indevida

Cliente vai receber um valor de R$ 15 mil


redacaomuvuca@gmail.com

comper

Foto: Internet.

A decisão dada pelo juiz da Sétima Vara Cível do Tribunal de Justiça (TJ-MT), Yale Sabo Mendes, no último dia 9 de maio, concedeu uma indenização a um homem que foi acusado, por uma das unidades da rede de supermercados Comper, em Cuiabá, de receber o troco de R$13,75 duplicado.O cliente vai receber um valor de R$ 15 mil mais correção e juros por danos morais.

Segundo os autos, o consumidor se dirigiu até uma unidade Comper e após fazer o pagamento, o cliente foi acusado por funcionários de ter recebido o troco de sua compra dobrado. “Cuida-se de ação indenizatória ajuizada contra o Supermercado Comper Ltda em que a parte autora narra que foi constrangido por funcionários do demandado, ao ser acusado de ter recebido em duplicidade o troco no valor de R$ 13,75 do caixa daquele estabelecimento”, diz trecho do processo.

Em decisão, o juiz apontou o fato da rede de supermercados ter um sistema de vigilância em sua unidade propriamente para provar quando é vítima de roubos, e não houve apresentação das câmeras para averiguar a abordagem dos funcionários. “Com efeito, é impossível ao requerente a produção de prova com relação ao tipo da abordagem dos prepostos e seguranças da Requerida, sendo certo ainda, que como o estabelecimento comercial mantém gravação de imagens de segurança para fazer prova de delitos, também deveria se resguardar quanto à prova da alegada discrição na conduta de seus prepostos”, observou Yale.

O magistrado também considerou “desproporcional” que o cliente tenha sido abordado no estacionamento do supermercado em razão de supostamente ter recebi o troco a mais. “Aliás, a confessada 'dúvida' sobre a duplicidade no troco recebido pelo requerente gerada levianamente por uma de suas prepostas foi posteriormente confirmada não ter de fato acontecido, ou seja, o troco foi corretamente entregue ao Requerente uma única vez, circunstância que por si já demonstra o despreparo e o excesso no trato da questão, pois, ao meu sentir, a abordagem de um cliente que já se encontra no estacionamento do supermercado por conta de R$ 13,75 é de todo desproporcional”, observou o juiz.

Os R$ 15 mil ainda serão acrescidos de juros de 1% e correção monetária desde a data desta decisão.  

 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários