Deputado "mexe os pauzinhos" para manter prefeito ladrão no cargo | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

MUVUCADAS Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019, 11h:09 | - A | + A




Max Russi cedeu advogado e fez articulações

Deputado "mexe os pauzinhos" para manter prefeito ladrão no cargo

Max Russi cedeu advogado e fez articulações


Muvuca Popular

 Foto: montagem 

A sociedade de Alto Taquari ainda está sem entender a decisão esdrúxula do desembargador Marcio Vidal, que proferiu na última semana a decisão de manter o  prefeito afastado, Fábio Mauri Garbúgio no cargo. Isso mesmo reconhecendo os crimes cometidos durante seu curto mandato.

A decisão de Vidal passou por cima do juiz Fábio Alves Cardoso, da Comarca de Alto Taquari, que havia determinado a indisponibilidade de bens em R$150 mil do prefeito afastado por fraudar procedimento licitatório aberto para recapeamento asfáltico das ruas da cidade, com o fim de enriquecer ilicitamente às custas do prejuízo ao dinheiro público. Garbúgio também é investigado por pelo menos 17 crimes, a maioria por imbrobidade administrativa e até corrupção passiva, por ter recebido propina para direcionar uma licitação da prefeitura.

O Muvuca Popular identificou que o prefeito utilizou o advogado do deputado estadual Max Russi (PSB), que deu todo o suporte e chegou a passar uma semana com ele em Cuiabá 'acertando' as articulações para que ele retornasse ao cargo.

A Procuradoria do município recorre nesta segunda-feira (21) da decisão, e esta semana também será divulgada o resultado da auditoria que foi feita nas contas de Garbúgio.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 22-10-2019 09:52:26

Pois é. O que esse senhor roubou durante o governo Taques e quando prefeito de Jaciara! Por omissão, conivência e prevaricação da justiça esse senhor não está atrás das grades! Será quais vantagens esse juiz recebeu pra uma decisão dessa?

Responder

0
0


1 comentários