Esposas vira desculpa preferida de políticos para não disputar | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

MUVUCADAS Domingo, 15 de Setembro de 2019, 08h:18 | - A | + A




Dessa vez, Blairo diz que Terezinha não quer

Esposas vira desculpa preferida de políticos para não disputar

Dessa vez, Blairo diz que Terezinha não quer


Muvuca Popular

A firula do 'vai-não-vai' ser candidato ganhou um componente quase incondicional na política mato-grossense: As esposas dos líderes, que são usadas na mídia como amortecedores para aplacar as eventuais críticas quando determinada figura pública surge no cenário como possível candidato a qualquer coisa.

Dessa vez é o ex-governador Blairo Maggi (PP), que andou espalhando que não será candidato ao senado, numa eventual disputa caso a senadora juiza Selma Arruda (PSL) seja efetivamente cassada.

A desculpa é que a esposa, Terezinha Maggi, não quer. Segundo as fofocas, devidamente lapidadas pela assessoria, a ex-primeira dama teria conversado com o núcleo familiar, dizendo que não quer saber de política e, em se tratando da tal, ela exerceria forte influência sobre Blairo.

Ocorre que, geralmente, essas negativas das esposas, tem sido um mantra para dizer exatamente o contrário: Um claro sinal de que o bilionário Blairo Maggi está até 'salivando' pra assumir vaga de Selma.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Marcos Coimbra - 15-09-2019 09:17:37

Blairo está entediado, sem mandato não desfruta de passaporte internacional pra visitar suas empresas na China como poderoso chefão. Virou empresário Zé Ninguém chutado pelo governo federal

Responder

6
1


Carlos Nunes - 15-09-2019 08:58:32

Os candidatos tão é com medo de acontecer a perseguição que aconteceu com a Juíza SELMA. A Convenção Partidária que escolheu a Juíza como candidata à Senadora, aconteceu em Agosto/2018, e o registro da candidatura depois. Até essa data a Juíza não era absolutamente candidata a nada...nem a porteira de cemitério. Entretanto, no processo de cassação começaram a fuçar a vida da Juíza a partir de Maio/2018, e outros meses anteriores...pra saber se movimentou conta financeira, fez empréstimo, contratou profissional, etc. Ora, antes da Convenção e do registro da candidatura, a Juíza era uma simples cidadã, podia fazer o que quisesse. Já pensou se essa moda pega, e começam a fuçar a vida de todos os candidatos, ANTES mesmo da Convenção Partidária e do Registro da Candidatura no TRE? Já pensou se ano que vem, na eleição pra Prefeito de Cuiabá, pessoa que disser que será provavelmente candidato a Prefeito, já comece a ter sua vida fuçada? Esse fato pitoresco, inusitado, e ilegal, só deve ter acontecido com a Juíza mesmo...pois duvido que o TRE tenha coragem de fazer isso com um Blairo Maggi ou outro candidato. Ainda dizem que a Juíza mexeu com Caixa 2...Caixa 2 é quando o cara recebe a mala de dinheiro e não passa recibo...não tem depósito em conta, nem dá cheques. Quem tem depósito em conta, e dá cheque, não tem nada a esconder. Não tem pacote de dinheiro em bolso do paletó nenhum...

Responder

4
1


2 comentários