Estudo sobre VLT atrasa e não é prioridade do governo | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

MUVUCADAS Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019, 08h:57 | - A | + A




Dinheiro público parado

Estudo sobre VLT atrasa e não é prioridade do governo


redacaomuvuca@gmail.com

Reprodução

 

Mais uma vez o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) é deixado de lado, como se não fosse prioridade para o governo do Estado. Um estudo técnico que avalia a viabilidade do transporte, previsto para ser concluído em novembro, só será divulgado em fevereiro de 2020.

Uma comissão vinculada ao Ministério de Desenvolvimento Regional analisa o complexo problema do VLT, que começou a ser construído em 2012, com um custo inicial de R$ 1,4 bilhão.

O governador Mauro Mendes (DEM), já afirmou que “é necessário que esse estudo seja feito de forma muito responsável, para impedir que ocorram decisões equivocadas”. O motivo para o atraso não foi justificado. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes - 18-11-2019 15:04:31

Ih! Tio MM tá certo...tá fugindo do VLT como o d... foge da cruz. Afinal de contas VLT é filhote da Corrupção, só apareceu pra passarem a mão no dinheiro. E filhote da Corrupção nunca é abençoado, pelo contrário é amaldiçoado pra burro...dá um azar danado. Esses R$ 1,4 Bilhão escoou pelo ralo da Corrupção. Pra retomar a obra do VLT vai precisar de outro Bilhão...querem que tio MM empreste o dinheiro da Caixa, e endivide mais Mato Grosso. Antes de pensarem em retomar a obra do VLT, é bom todo mundo ler, pela internet, a matéria do Midianews, intitulada MODAL QUESTIONADO, que demonstra que o VLT lá do Rio de Janeiro já tá dando prejuízo de 100 MILHÕES DE REAIS. É que o preço da passagem não cobre os custos e os prejuízos do negócio, então todo mês o Governo tem que complementar o dinheiro. O povo JAMAIS aceitará preço de passagem caro. No Rio tem mais de 7 Milhões de habitantes, isto é, demanda super-suficiente de passageiros, e tá dando prejuízo? E Cuiabá que tem 600 Mil habitantes, demanda insuficiente de passageiros, vai dar prejuízo? Bidu.

Responder

1
0


1 comentários

coluna popular
Gestão eficiente
Após cassação de Selma
Dr João ressalta importância da cultura do estado
Vereador não sabe diferenciar poderes
Expediente irá funcionar normalmente

Últimas Notícias
12.12.2019 - 14:45
12.12.2019 - 14:43
12.12.2019 - 14:36
12.12.2019 - 14:36
12.12.2019 - 14:32




Informe Publicitário