José Medeiros faz denúncia "sem noção" e envolve Jean Wyllys no caso Moro | MUVUCA POPULAR

Sábado, 20 de Julho de 2019

MUVUCADAS Quinta-feira, 13 de Junho de 2019, 16h:28 | - A | + A




Parlamentar alega ligação com Intercept

José Medeiros faz denúncia "sem noção" e envolve Jean Wyllys no caso Moro

Parlamentar alega ligação com Intercept


redacaomuvucapopular@gmail.com

Em uma constante busca por polêmicas, o deputado federal José Medeiros (PODE) fez uma denúncia nesta quinta-feira (13), acusando o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) de estar envolvido no caso Moro-Intercept.

Segundo o parlamentar, a Polícia Federal deve investigar a suposta venda de mandato de Wyllys para seu suplente, David Miranda, que é casado com o jornalista Glenn Greenwald, fundador do The Intercept e responsável por vazar mensagens entre Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato.

“Agora foi longe demais...”

A declaração de Medeiros foi duramente criticada nas redes sociais, onde os internautas acusaram o parlamentar de ser “carente de atenção” e sugeriram pautas para que trabalhe em cima e realmente se preocupe, como a falta de vacina no SUS em Rondonópolis, que é base eleitoral do deputado.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Dornele$ - 14-06-2019 15:58:42

☄Fim dos tempos? ???? O menino Rhuan de 9 anos, foi morto por um casal homossexual, do qual uma delas era sua Mãe. Foi esquartejado e esfaqueado, queimado o rosto, desmembrado as partes do seu corpo, jogado em um bueiro dentro de uma mala, no Distrito Federal. O menino já vinha sofrendo desde 1 ano atrás, quando sua mãe e companheira, MUTILARAM seu órgão genital (cortaram), para que ele virasse mulher. O menino foi sequestrado do pai, que tinha sua guarda, no estado do Acre em 2015. Desde então fugiram para Goiás, até chegar no DF, e há 2 anos o menino vivia em cárcere privado. Não ia a escola para que não descobrissem, a “cirurgia caseira” segundo o casal. Para controlar as infecções, a mãe alegou que assistia vídeos instrutivos pela internet. O caso que aconteceu em 31 de maio de 2019, foi abafado pela mídia. A comunidade LGBTQ que sempre se posiciona fortemente quando ocorre vítimas, por ser um caso contrário, não se pronunciou nem pra deixar uma nota de repúdio. E a grande mídia por sua vez, as Tvs abertas, pouco noticiaram. A DIVULGAÇÃO não foi zero. Porém foi discreta o suficiente para não tornar ciente a população, nem chegar aos lares. Apenas algumas Filiais de tv, gravaram matéria, como o Sbt Brasília. O próprio G1 divulgou apenas um texto. O Governo do Acre cobriu e custeou a transferência do corpo. E acelerou a liberação pelo IML. Vejam bem, fatos criminosos acontecem todos os dias, porém um caso ímpar e incomum como o de Rhuan, não poderia passar despercebido! Sem falar de seu sofrimento anterior ao crime: sequestro e mutilação de uma indefesa e inocente criança! O caso merecia tão grande repercussão como o caso de Isabella Nardoni. Mas resolveram ocultar essa Barbárie! Poupar sua divulgação. Por que? Menino Rhuan descanse em paz! E que a justiça seja feita!

Responder

1
0


Ronaldo - 14-06-2019 11:59:58

Esse imbecil não engana ninguém. Logo, logo sua casa cai também, fica por aí pagando de certinho e de certinho não tem nada! Caixa dois pode te arrastar seu demagogo!!!

Responder

3
1


ze - 14-06-2019 08:23:35

faz sentido, sendo o suplente, pederasta do cara que divulga os criminosos grampos!

Responder

6
7


3 comentários