Plano de Demissão Voluntária dos servidores MTI será retomado | MUVUCA POPULAR

Domingo, 25 de Agosto de 2019

MUVUCADAS Terça-feira, 21 de Maio de 2019, 16h:07 | - A | + A




TCE voltou atrás

Plano de Demissão Voluntária dos servidores MTI será retomado

O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE) decidiu manter o Plano de Demissão Voluntária (PDV) dos empregados  públicos da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI). Com isso, todos os processos que estavam suspensos serão retomados.      

Em julgamento do pleno do TCE, nesta terça-feira (21), a maioria dos conselheiros decidiu não homologar a decisão singular da conselheira interina Jaqueline Jacobsen, que havia suspendido o PDV.  Na ocasião da decisão, 176 empregados haviam aderido ao plano de demissão e 68 já haviam saído da empresa nos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano.  

No recurso de agravo, a MTI apontou inúmeros benefícios financeiros ao adotar o PDV e a importância de considerar a vantajosidade do plano de incentivo à demissão, em detrimento de eventuais demissões sem justa causa. Segundo o  estudo apresentado pela MTI referente aos 176 empregados que haviam aderido ao plano, o PDV custaria em torno de R$ 107 milhões, de 2019 a 2022, enquanto as demissões imediatas totalizariam R$ 118 milhões.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Servidor - 24-05-2019 10:03:58

A melhor coisa que será feita pela MTI! a maioria dos funcionários que aderiram ao PDV só sabem ficar coçando e mexendo no computador a toa, passeando no pátio! Agora sim a empresa será reerguida com quem realmente está com vontade de trabalhar, não tiro a razão dos que estão cansados e querendo sair, pois já trabalharam muitos anos, mas a empresa precisa de gente nova e com força de trabalho.

Responder

0
0


1 comentários