Com câncer, idoso que matou namorada consegue prisão domiciliar | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 07 de Julho de 2020

POLÍCIA Quinta-feira, 04 de Junho de 2020, 15h:44 | - A | + A




GRUPO DE RISCO

Com câncer, idoso que matou namorada consegue prisão domiciliar

Aos 71 anos, J.C. conseguiu o direito à prisão domiciliar por estar em tratamento de câncer e ser idoso, portanto, grupo de risco para a covid-19. Ele matou a namorada de 31 anos, Magna Alves Gabriel, em Primavera do Leste (231 km ao sul da Capital) em agosto de 2019.

Segundo investigação do crime na época, a vítima foi esfaqueada, levou um tiro e depois foi atropelada pelo namorado. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo.

A defesa do suspeito alegou que, além da idade avançada, ele também faz tratamento contra um câncer de próstata, o que prejudica a imunidade.

Em decisão unânime, a Segunda Câmara de Direito Criminal converteu a prisão preventiva por prisão domiciliar pelo período de 90 dias, que podem ser prorrogados por mais 90 dias.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Caso foi parar na delegacia
Não cumprimento acarreta em multa
Ficou à espera de UTI
Agendada para 15 de julho
Disseminou

Últimas Notícias
07.07.2020 - 19:23
07.07.2020 - 19:01
07.07.2020 - 18:09
07.07.2020 - 17:00
07.07.2020 - 16:03




Informe Publicitário