Com câncer, idoso que matou namorada consegue prisão domiciliar | MUVUCA POPULAR

Sábado, 15 de Agosto de 2020

POLÍCIA Quinta-feira, 04 de Junho de 2020, 15h:44 | - A | + A




GRUPO DE RISCO

Com câncer, idoso que matou namorada consegue prisão domiciliar

Aos 71 anos, J.C. conseguiu o direito à prisão domiciliar por estar em tratamento de câncer e ser idoso, portanto, grupo de risco para a covid-19. Ele matou a namorada de 31 anos, Magna Alves Gabriel, em Primavera do Leste (231 km ao sul da Capital) em agosto de 2019.

Segundo investigação do crime na época, a vítima foi esfaqueada, levou um tiro e depois foi atropelada pelo namorado. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo.

A defesa do suspeito alegou que, além da idade avançada, ele também faz tratamento contra um câncer de próstata, o que prejudica a imunidade.

Em decisão unânime, a Segunda Câmara de Direito Criminal converteu a prisão preventiva por prisão domiciliar pelo período de 90 dias, que podem ser prorrogados por mais 90 dias.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
João Mototáxi discutiu com cidadão por WhatsApp
Henrique Lopes irá substituir Valdir Barranco
Braço direito de Wellington conquista vaga
Cobrando justiça
Tenente-coronel Rubia

Últimas Notícias
15.08.2020 - 14:03
15.08.2020 - 14:00
15.08.2020 - 10:36
15.08.2020 - 09:07
15.08.2020 - 08:00




Informe Publicitário