A cada mês um paciente morre em busca de atendimento  | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

POLÍTICA Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019, 08h:03 | - A | + A




DESCASO

A cada mês um paciente morre em busca de atendimento

Um levantamento feito pela Defensoria Pública de Mato Grosso aponta que no ano passado, 12 pacientes morreram à espera de cumprimento de liminares judiciais favoráveis a eles, em todo o estado.  As limirares foram resultados dos 1.543 requerimentos apresentados ao órgão.

Desse total, 25% das solicitações para atendimento viraram processos na Justiça.  

"A maior parte da demanda é para cirurgias ortopédicas, cardíacas, neurológicas e oftalmológicas", afirmou o defensor público, Carlos Gomes Brandão.   Ainda de acordo com o defensor, a maior parte das decisões são favoráveis aos pacientes. No entanto, nem sempre as decisões são cumpridas.  

"Quando o órgão responsável pelo procedimento requerido não cumpre a determinação, o paciente volta à Defensoria, a Justiça é acionada novamente e os bens da instituição são bloqueados até as providências sejam tomadas", explicou.  

Os casos são recorrentes, como explica Jamil José Amorim. O irmão dele, Benedito Amorim, de 63 anos, está internado desde novembro à espera de uma cirurgia de aneurisma.  

Segundo Jamil, o irmão só conseguiu uma vaga no hospital depois de uma liminar da Justiça. Agora, ele aguarda pelo procedimento que custa em torno de R$ 200 mil.   "Temos outra decisão determinando que a cirurgia seja feita, mas até o momento, a liminar não foi cumprida", afirmou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes - 16-01-2019 09:10:13

Enquanto isso os membros do Supremo ficam arrotando Constituição...dizem: porque a Constituição diz isso, diz aquilo. Ora, Saúde é direito constitucional dos cidadãos...e esse direito é jogado na lata do lixo todos os dias. Essa matéria mostra que nem com liminar judicial esse direito constitucional à Saúde é cumprido. Tem dinheiro pros Corruptos passarem a mão, mas nunca tem dinheiro pra Saúde Pública? Enchem o paletó, sacolas, caixa de papelão, com pacotes de dinheiro...e pra Saúde não tem dinheiro? Alguma coisa tá errada no país...O Bolsonaro tem que mudar isso...que tal comprar remédios, equipamentos, etc, direto das fábricas e não dos distribuidores que visam lucro? Sairia mais barato. Que tal retirar todos os impostos dos remédios, equipamentos, etc. destinado ao atendimento público?

Responder

2
0


1 comentários