Adauto Botelho não isola profissionais de saúde suspeitos de coronavírus | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 03 de Junho de 2020

POLÍTICA Quarta-feira, 01 de Abril de 2020, 11h:11 | - A | + A




Covid-19

Adauto Botelho não isola profissionais de saúde suspeitos de coronavírus

Servidores tiveram contato com possíveis infectados


redacaomuvuca@gmail.com

Divulgação

Presidente do Fórum Sindical, Oscarlino Alves

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde (Sisma), Oscarlino Alves, declarou que irá acompanhar os casos. Foto: Reprodução.

Após isolar dois enfermeiros suspeitos de contraírem o coronavírus (Covid-19), o Hospital Psiquiátrico Adauto Botelho não adotou a quarentena para os outros profissionais que tiveram contato com o possível infectado. Um dos suspeitos tem mais de 60 anos, é hipertenso e está em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outro está internado em um hospital particular, sem intubação.

A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (Sisma), Oscarlino Alves. O caso aconteceu na Unidade III do hospital, no Centro Político Administrativo.

“No sábado (28), a chefia do Adauto Botelho emitiu um documento dizendo que nos próximos 7 dias o pessoal vai ficar em observação, caso apresentem algum sintoma precisam avisar, ao invés de afastar imediatamente quem fez parte do plantão do colega [suspeito]. Esse é o procedimento, quarentena e isolamento”, declarou.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), quem teve contato próximo com alguma pessoa com suspeita ou confirmação de Covid-19 precisa estar em quarentena. Segundo o presidente da Sisma, outros colegas já apresentam sintomas do coronavírus e o hospital pode ser um epicentro de contaminação.

“Hoje (01) amanhecemos com mais dois casos suspeitos, que seria a chefe e mais um técnico na área de enfermagem que apresentam todos os sintomas [...] nós não estamos ainda devidamente equipados e protegidos. Nós não temos um protocolo com esse caso que está acontecendo [no Adauto Botelho], que pode se transformar em um caso de epicentro de contaminação no serviço público. A orientação é frágil, deveria ter mandado para casa todos os trabalhadores do plantão”, ressaltou Oscarlino.

Caso o teste de Covid-19 confirme a contaminação do servidor internado na UTI, será o primeiro caso de contaminação entre profissionais da saúde em Mato Grosso. De acordo com o último boletim, existem 25 casos confirmados em Mato Grosso.

Outro lado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) declarou, por meio de nota, que tem conhecimento dos fatos apontados pela reportagem do Muvuca Popular e que todas as medidas protocolares já foram adotadas. A pasta afirmou que investiga o quadro de saúde das outras pessoas que mantivera, contato com os respectivos suspeitos, e que adotou o afastamento e investigação dos funcionários. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
R$ 465 mil
Esforço da Prefeitura é pela preservação da vida
Fundo Social Solidário do Município
Rede de lojas tentou driblar decreto
Alfineta chefe da Casa Civil

Últimas Notícias
03.06.2020 - 09:26
03.06.2020 - 09:26
03.06.2020 - 09:20
03.06.2020 - 09:13
03.06.2020 - 09:08




Informe Publicitário