05 de Agosto de 2021

Aécio diz que não há chances de Barbudo sair do PSL antes de 2022  | MUVUCA POPULAR

 

POLÍTICA Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021, 15h:33 A | A

Fidelidade Partidária

Aécio diz que não há chances de Barbudo sair do PSL antes de 2022

Racha na sigla foi anunciada no início do ano


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

Desde o início deste ano há um grande comentário sobre uma possível debandada de políticos do Partido Social Liberal (PSL) no âmbito mato-grossense, sendo que um dos nomes mais ‘cotados’ a sair é o do deputado federal Nelson Barbudo, que inclusive já manifestou em público e abertamente o interesse em deixar a sigla. Como tudo na vida, há um porém, de acordo com o responsável pelo partido no Estado, Aécio Rodrigues – candidato a prefeito da Capital em 2020 – não há chances nenhuma de que Barbudo saia antes do prazo estipulado, que se refere ao mês de março de 2022.

Em entrevista concedida a reportagem de emanuelzinho, na manhã desta segunda-feira (22), o advogado citou que todos que entram para o PSL assinam um termo de ‘fidelidade’ que os impossibilita de saírem no ‘momento’ que desejam.

“Quando se filiam, aceitam todas as regras do estatuto partidário. A legislação vigente ela no momento que ele se elege, ele se filia ao partido a ficar até o final”, destacou Aécio, referindo-se a Barbudo que foi eleito pelo PSL em 2018.

O presidente da sigla em MT destacou ainda que tanto o deputado como outros parlamentares que hoje compõem a sigla estão impossibilitados de sair por conta da fidelidade partidária, que todos devem ter até o momento das próximas eleições, que estão marcadas para o ano que vem, quando começam as filiações de novos políticos para a disputa do cargos do pleito estadual. 

Aécio reiterou ainda que apenas uma carta do PSL nacional pode autorizar a saída de Barbudo, o que ele acredita que não irá acontecer.

Ainda assim, pode ser ter uma mudança na decisão desses parlamentares em relação a ‘debandada’, já que está sendo acertada uma possível volta do presidente Jair Bolsonaro (sem sigla) para o partido. Isso pode ‘segurar’ os parlamentares, mas, não há nada concreto até o momento.

Toda a situação de ‘saída’ desses deputados começou quando a sigla em âmbito nacional protocolou um pedido de impeachment contra o presidente, este que foi feito pela líder do PSL na Câmara, a deputada Joice Hasselman. Depois disso, divulgou-se uma possível ‘racha’ dentro do diretório regional e que não teve até agora o desfecho final.


COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Benedito costa - 22-02-2021 17:47:39

Garoto mimado não entende nada de politica, sem expressão, ainda sonha em ser Presidente da República segunda sua mãe diz. Tem muito chao pela frente pra falar serion de politica.

Responder

1
0


1 comentários





Denuncie no muvuca popular

Email: redacaomuvuca@gmail.com / Tel: - (65) 3359-0112 - Whats: (65) 9.8167-8899

Edifício Helbor Dual, Sala 1314, cuiabá / MT 78048250

Todos os Direitos Reservados - Muvuca Popular - 2021