Anistia Internacional denuncia: Bolsonaro ameaça os direitos humanos | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 17 de Junho de 2019

POLÍTICA Quarta-feira, 22 de Maio de 2019, 08h:06 | - A | + A




Porte de armas

Anistia Internacional denuncia: Bolsonaro ameaça os direitos humanos

Diretora executiva da entidade no Brasil criticou duramente os decretos que liberam a posse e o porte de armas


De Brasília (Agência RBC News)

O discurso beligerante e “antidireitos humanos” do presidente Jair Bolsonaro e seus decretos que liberam a posse e o porte de armas estão “começando a se concretizar em medidas e ações que ameaçam e violam os direitos humanos de todas as pessoas no Brasil”. A denúncia foi feita nesta terça-feira (21) pela diretora-executiva da Anistia Internacional no Brasil, Jurema Werneck.

Os decretos presidenciais que flexibilizam o Estatuto do Desarmamento e oportuniza a compra de armas e seu porte quase que indiscriminadamente, inclusive para crianças, acendeu o alerta para a Anistia Internacional. A preocupação levou a entidade a lançar a ação “Brasil para todo mundo”, que aconteceu na manhã desta terça aqui em Brasília. Com a atividade, a AI propugna a revocação de todas as medidas do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que “atentam contra as garantias do direito à vida, liberdade e segurança das pessoas”.

“Temos a preocupação com essa ampliação indiscriminada, permitida pelos decretos que ampliam a posse e o porte de armas, que pode significar maior vulnerabilidade para determinados grupos e populações. Não acreditamos que se resolverá o problema da segurança pública com mais armas. Ao contrário, estudos mostram que quanto mais armas, mais mortes”, afirmou Jurema Werneck, diretora-executiva da entidade no Brasil.

A Anistia Internacional também divulgou uma carta aberta ao presidente Bolsonoro, que aponta, entre outras, as seguintes preocupações sobre as ações do governo: Ataques à independência e autonomia do Sistema Interamericano de Direitos Humanos; Medidas contrárias aos direitos das vítimas à verdade, justiça e reparação pelos crimes de direito internacional cometidos pelo estado durante o regime Militar; Tentativa de ingerência indevida no trabalho das organizações da sociedade civil que atuam no Brasil; Impacto negativo sobre direitos de povos indígenas e quilombolas; A nova política nacional de controle às drogas, considerada um retrocesso pela entidade.

Massacre de negros  

À noite, Jurema Werneck se reuniu com lideranças dos movimentos negros e de mães de vítimas do chamado “terrorismo de estado”, que são jovens pobres, em sua maioria negros, assassinados por agentes do estado no que está se transformando num verdadeiro genocídio. A Anistia Internacional também considera que o projeto de lei anticrime do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, amplifica essa violência e aprofunda o descaso para com os direitos humanos no país.

Dezenas de mães de militantes contra a violência de todo o Brasil estiveram na Câmara dos Deputados na tarde desta terça-feira, quando seriam recebidas pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia. O Muvuca Popular conversou com algumas delas e os relatos dessas mulheres são fortes. No Ceará, por exemplo, as chacinas promovidas por policiais são constantes. Edna Souza, da coordenação do Movimento Mães de Curió, relatou a ação de 45 policiais no extermínio de 11 jovens em 2015 no bairro de Fortaleza que batiza a entidade.

Ainda em Fortaleza, a entidade Vozes de Mães e Familiares dos Socioeducativos e Prisionais do Ceará, as mulheres reportam centenas de casos de assassinatos e torturas nos espaços socioeducativos reservados a crianças e adolescentes e nas cadeias e presídios daquele estado. Alessandra Félix, uma das coordenadoras da entidade, contou que o secretário de Segurança Pública cearense é um notório torturador de presos e socioeducandos. Seu nome é Mauro Albuquerque, que antes havia ocupado o mesmo cargo no Rio Grande do Norte, onde foi responsável por algumas das mais sanguinárias chacinas de presos naquele estado. Albuquerque foi levado do governo potiguar para o do Ceará pelas mãos do governador Camilo Sampaio (PT).

Em Manaus, no Amazonas, conforme relato de Arlete Roque, coordenadora da associação Nossos Filhos Têm Voz, seu filho Alex Roque e os amigos Cassia e Everton Marinho, desapareceram desde o dia 29 de outubro de 2016 após uma abordagem policial. Todos esses casos de assassinatos e violências contra jovens, em sua maioria negros, são seguidos de morte de policia. “Eles resolvem se vingar contra nossos jovens, indiscriminadamente”, denuncia Edna Souza.

A Anistia Internacional também lançou um vídeo da ação “Brasil para todo mundo”.

Confira:  

Assista ao vídeo da ação “Brasil para todo mundo”:   

VÍDEO

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(8) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes - 22-05-2019 14:59:10

Em resposta ao Carlo Nunex: isso vocês fizeram com o cara mais honesto do Brasil, que tá preso porque já foi condenado na segunda instância. Transformaram-no num semideus...até, os mais de 70 delatores premiados abrirem o bico e contarem estórias...até os irmãos Joesly, JBS, etc, abrirem o bico e contarem estórias. Vem aí a delação do tio Palocci, que já deu um premier, dizendo: pegaram propina dos Fundos, dos Aviões, do Pre-Sal. Até agora tio Palocci apresentou 2 motoristas como testemunhas, que disseram> vimos o Lula receber uma caixa de uísque cheia de pacotes de dinheiro. Cadê a Delação completa do tio Palocci, que conta a estória completa...tintim por tintim, com muitos delalhes...no final vai dar até pra escrever um livro, e fazer um filme. Titulo: Não era só uma marolinha...era um tsunami. Tô esperando o BOLSONARO abrir a caixa preta do BNDES, pra achar o rastro dos dos mais de 700 BILHÕES DE REAIS, que tio Lula, e tia Dilma emprestaram adoidado. Tudo indica que BOLSONARO tá de joelhos diante do Congresso Nacional, porque quer aprovar a Reforma da Previdência, fabricada pelo tio Guedes...RUIM PRA BURRO, que só vai fazer o povo brasileiro trabalhar MAIS, contribuir MAIS com a Previdência, pra no final ganhar MENOS.

Responder

2
5


Carlo Nunex - 22-05-2019 15:43:17

Eu acredito na selma, no bolsonaro e no bicho papão; meu cérebro é laranja; acho que sou sabido; só sei uma história; mas falo de tudo; meu deus é a TV; gosto das cores invertidas e vivo no passado.

Responder

4
5


alexandre - 22-05-2019 12:18:53

Anistia tem que olhar venezuela, não apita nada aqui...querem que trate bandido com carinho...

Responder

5
4


Abraão - 22-05-2019 11:13:03

Violação aos Direitos Humanos foi o que o PT fez com a Saúde Pública seus mortadelas

Responder

4
4


Leonardo gordo - 22-05-2019 11:12:11

Parece que o jogo virou , senhores? e vai virar mais ainda.

Responder

5
1


Carlos Nunes - 22-05-2019 08:16:55

Pra que dar arma pro cidadão e cidadã de bem? Deixa só com a bandidagem mesmo, sem lei e sem alma. Eles traficam Armas e Drogas pela nossa Fronteira...Quem é que vai fiscalizar Fronteira de madrugada? O maior indicador social do Brasil já é incalculável...em cada cidade brasileira, em cada bairro, tem uma porção de bocas de fumo...e facções loucas pra adotar o filho de alguém, pra ganhar dinheiro com a maldita droga. Tio Datena disse faz tempo: primeiro a bandidagem vai tomar as ruas, depois vão invadir as casas...Com mais de 90% da população desarmada, a bandidagem escolhe as casas, as lojas que vão assaltar, porque sabem que não terá nenhuma reação...Hoje assalto essa, amanhã aquela...é sopa no mel...até a polícia chegar já fizemos a festa, pensam. Pra mais de 200 milhões de habitantes nunca terá polícia que chegue...BOLSONARO tá ameaçando do direito de defesa do cidadão e cidadã de bem, segundo à Anistia Internacional...deixa a bandidagem fazer a festa, uai. É melhor bandido armado e cidadão de bem desarmado...senão bandido leva bala, coitado. Tem mais proteção pra bandidagem, do que pro cidadão de bem.

Responder

3
7


Carlo Nunex - 22-05-2019 09:45:11

Eu penso que meu líder vai me amar se eu abrir mão de pensar, ficar sem identidade e individualidade, e vazio repetir tudo que ele fala.

Responder

7
2


alexandre - 22-05-2019 08:10:42

Moagem, o que ameça os direitos humanos é bandido armado, facções e falta de combate a criminalidade que a esquerda permissiva instalou....

Responder

6
3


8 comentários