Aumenta o número de mulheres assassinadas em Mato Grosso  | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 02 de Abril de 2020

POLÍTICA Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020, 16h:22 | - A | + A




Dados de 2019

Aumenta o número de mulheres assassinadas em Mato Grosso

Estado registrou 87 assassinatos de mulheres em 2019


redacaomuvuca@gmail.com

 Foto: reprodução 

Dados divulgados pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) mostram que em 2019 foram registrados 87 assassinatos de mulheres, sendo 39 enquadrados como feminicídios, especificação trazida pela lei 13.104/2015.

Na comparação com 2018, houve um aumento nas mortes violentas de mulheres, de 82 para 87 casos. Já entre os feminicídios houve uma queda, de 42 casos em 2018 para 39 em 2019.

O meio mais usado para o homicídio de mulheres foi a arma de fogo, que esteve em 37% dos assassinatos, seguido por arma cortantes, que foram utilizadas por 25% dos culpados pelo crime.

Nos registros de feminicídio, quando o assassinato é cometido pelo fato da vítima ser mulher ou em decorrência de violência doméstica, em 2019 foram todos no interior do estado. Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá) lidera os casos, com 4 feminicídios.

Depois da motivação passional, a maior parte das mortes de mulheres, segundo as investigações, teve como motivação envolvimento com drogas, rixa ou vingança.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
41 confirmados
Três servidores do município foram infectados
Vereadores aliados de Mendes
Intriga entre governador e presidente
Se posicionou contra suspensão de contratos

Últimas Notícias
02.04.2020 - 20:27
02.04.2020 - 19:45
02.04.2020 - 19:17
02.04.2020 - 18:53
02.04.2020 - 18:16


Carlos Fávaro (PSD)

Coronel Rúbia (Patriota)

Elizeu Nascimento (DC)

Gisela Simona (Pros)

José Medeiros (Podemos)

Júlio Campos (DEM)

Nilson Leitão (PSDB)

Otaviano Piveta (PDT)

Procurador Mauro (PSOL)

Reinaldo Morais (PSC)

Valdir Barranco (PT)

(Nenhum deles)

Feliciano Azuaga



Informe Publicitário