Bolsonaro vai 'amaciar terreno' no Congresso e Previdência pode ser aprovada em agosto, diz Mourão | MUVUCA POPULAR

Domingo, 19 de Maio de 2019

POLÍTICA Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2019, 08h:02 | - A | + A




Bolsonaro vai 'amaciar terreno' no Congresso e Previdência pode ser aprovada em agosto, diz Mourão

(redacaomuvucapopular@gmail.com)
Redação

Assim que se recuperar da cirurgia que retirou a bolsa de colostomia, o presidente Jair Bolsonaro vai chamar as bancadas e líderes de partidos para discutir os ajustes finais da reforma da Previdência.  

Segundo o blog apurou com ministros do governo, o presidente quer uma "conciliação" na questão da idade para a aposentadoria.  

A expectativa do Palácio do Planalto é a de que o presidente tenha alta no final desta semana.  

O vice-presidente Hamilton Mourão disse ao blog neste domingo (10) que conversou com o presidente e se surpreendeu com sua "rápida recuperação".  

"Até brinquei com ele que estava indo a um churrasco e ele: 'Poxa! Assim você acaba comigo, eu aqui no hospital!'", afirmou Mourão.  

Sobre a reforma da Previdência, Mourão disse que, quando o presidente conversar com as bancadas, o gesto dará uma "amaciada no terreno" para a aprovação da reforma.  

Na previsão dele, se houver uma “concertação” com os políticos, a Previdência estará aprovada em agosto – na Câmara e no Senado.   “Precisa ter a articulação política e uma comunicação eficaz – não só para a população, mas para os congressistas, para aqueles que não entendem a realidade. É um problema de todos, a bomba está armada. Todo mundo precisa ajudar”, disse Mourão ao blog.  

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse à reportagem que ainda não há definição do relator da reforma da previdência na Casa.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes - 12-02-2019 09:35:22

Continuando meu comentário anterior...seria conveniente assistirem pelo youtube a aula da professora, Doutora em Economia. DENISE LOBATO GENTIL, intitulada> A Previdência Social em 2060 - As inconsistências do Modelo de Projeção Atuarial do governo brasileiro.

Responder

1
0


Carlos Nunes - 11-02-2019 17:05:59

Continuando meu comentário anterior...eu sugeriria ao BOLSONARO duas medidas: 1) chamar a professora, Doutora em Economia, DENISE LOBATO GENTIL, pra fazer o esboço do Projeto de Reforma que tem que ser apresentado pros eleitores. Essa é a que mais entende de Previdência no país. 2) começar a consultar vários especialistas em Matemática Atuarial, pois Previdência é igual Seguro, o cara vai contribuir pra receber depois. O homem vai contribuir 35 anos...e vai usufruir só 10 anos? A pesquisa nacional revelou que a média de vida do brasileiro é de 75 anos...aposenta com 65 anos e vive até 75? Se reunir diversos especialistas em Matemática Atuarial, eles vão mostrar várias maneiras de calcular isso. Dentre essas maneiras deve ter a melhor fórmula matemática. Concluindo: os políticos não são os mais indicados pra fazer Reforma nenhuma, tem muitas variáveis no negócio.

Responder

2
1


Carlos Nunes - 11-02-2019 16:56:53

BOLSONARO tem é que convencer os Eleitores e as Eleitoras...quarenta e poucos milhões que votaram nele...trinta e poucos milhões que votaram no Haddad...e mais quase 40 milhões que não votaram em ninguém. Se convencer quem vota e elege, convence o Congresso Nacional. O duro é se convencer o Congresso, mas não convencer de jeito nenhum quem vota no país. Bem, aí a popularidade cai da noite pro dia, fica igual a do tio Temer, ou como diz o ditado popular "cresce igual rabo de cavalo"...pra baixo. E depois que cai, não levanta mais...nem com reza braba.

Responder

2
1


3 comentários