“Burocracia é pai e mãe da corrupção”, diz Mauro Mendes | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

POLÍTICA Domingo, 26 de Janeiro de 2020, 15h:22 | - A | + A




Desburocratização do Serviço Público

“Burocracia é pai e mãe da corrupção”, diz Mauro Mendes

Governador acredita que dificultar o funcionamento público é o principal motivo da corrupção no Estado

Foto: Reprodução

O governador Mauro Mendes (DEM), afirmou que a burocracia do funcionamento público é um dos principais motivos para muitas práticas de corrupção no Estado.

Mauro disse que em 2020 o Governo irá se dedicar em simplificar os procedimentos e trazer mais eficiência a processos de licenciamento. Ele defendeu que a burocracia deve ser combatida, já que é “pai e mãe de muitos problemas”.
Na última segunda-feira (13) o governador assinou, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF) e o Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), um termo de cooperação técnica que deve reabilitar mais de oito mil produtores, que estavam embargados, e reinseri-los no mercado formal.
Será criada uma ferramenta tecnológica (software) que possibilitará que o produtor rural que tenha alguma área desmatada ilegalmente, e por causa disso teve seu terreno embargado, vai poder declará-la no sistema, cercar a área, e com o cercamento receberá um certificado de regularização que ele poderá apresentar aos frigoríficos para poder comercializar com eles novamente.

Com a aprovação da legislação ambiental em 2008, que estabelecia alguns marcos, alguns produtores que tiveram alguma irregularidade identificada acabaram bloqueados pelo próprio mercado. De acordo com o governador Mauro Mendes isso acabou criando um “mercado negro” de venda de carne, já que de alguma maneira esta carne acabou sendo vendida fora do mercado formal.
O governador afirmou que neste ano de 2020 sua gestão irá se esforçar para simplificar os procedimentos e combater a burocracia, que segundo ele, é a origem de muitas destas irregularidades.
“Nós vamos esse ano dedicar sim um capítulo muito especial à simplificação da nossa burocracia, nossa digitalização, vamos ser mais eficientes, rápidos. Precisamos licenciar com maior celeridade e cobrar com maior celeridade aqueles que porventura ousem em descumprir aquilo que for acordado pelos processos de licenciamento. Muitas vezes, a burocracia ela é pai e mãe de muitos problemas que acontecem na administração pública”.
Mauro avaliou que a burocracia é um dos problemas resultantes desta burocracia. Ele considera que se o Estado for eficiente, o cidadão não irá buscar a ilegalidade.
“Muitas práticas de corrupção, [ocorrem] porque o cidadão entra pedindo uma licença, porque ele quer investir, gerar emprego e ajudar o estado e a economia [...] e demora seis meses, um ano, dois anos e três anos. Você está empurrando esse cidadão, criando essas enormes dificuldades para que alguém apareça, como historicamente sempre aconteceu nesse país. Então se nós nos tornamos mais eficientes e mais rápidos, céleres, nós estaremos dando uma grande contribuição até para minimizar um dos grandes males que nós temos nesse país que é a prática da corrupção envolvendo o setor público e o privado”.

O governador ainda afirmou que esta sempre foi uma preocupação de sua gestão, andar na legalidade. Ele citou, inclusive, que até hoje nenhuma denúncia de improbidade administrativa ou corrupção surgiu contra os membros de sua equipe da época em que foi prefeito de Cuiabá.

Eu fui quatro anos prefeito aqui da nossa capital. Graças a deus sempre tive como parceiro o Ministério Público Estadual, e construímos com ele uma relação muito franca, verdadeira e honesta, com confiança, como devem ser as boas relações. Saímos da prefeitura, não só eu como prefeito, mas todos os meus secretários, já se passaram quase quatro anos, e nós terminamos o nosso mandato e até hoje não existe uma tramitação de improbidade administrativa que pese sobre mim, sobre meus secretários”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

bocó - 26-01-2020 18:58:37

não mentiu

Responder

3
3


Paquetá - 26-01-2020 18:33:51

Tá jogando pra platéia pra facilitar a vida das empresas dele! De suas maracutaias, em desmatamento e garimpos! Lá na frente, quando não estiver no governo, vai estar tão fácil destruir meio ambiente, degradar, fazer estrepolias, principalmente quando, desde agora, se vai preparando a estrada, o caminho, as vias tortas e de todas as formas, pra isso. Esperto esse governador! Lançou o CPF na NOTA,aí todo mundo pede nota fiscal. Aumentou a taxação, via ICMS! Quem implantou, quem colocou e as empresas que colocaram o CPF na nota, declarou o que vendeu e por quanto! E Agora? Pego no pulo!

Responder

6
1


alex r - 27-01-2020 08:18:20

Boa percepção da coisa, mas há casos em que burocracia se torna burrocracia... Nesses casos deveria-se ajustar...

Responder

1
1


3 comentários

coluna popular
Chapa matrimonial
Marketing
Eleições municipais
Senado
Coronavírus

Últimas Notícias
22.09.2020 - 22:49
22.09.2020 - 21:15
22.09.2020 - 20:43
22.09.2020 - 19:42
22.09.2020 - 19:00


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário