Candidato ao Senado defende fim das verbas indenizatórias em todos os Poderes | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020

POLÍTICA Quarta-feira, 30 de Setembro de 2020, 18h:06 | - A | + A




Corte na Máquina

Candidato ao Senado defende fim das verbas indenizatórias em todos os Poderes

Reinaldo Morais diz que é necessário diminuir tamanho do Governo


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

O candidato ao Senado Federal, Reinaldo Morais (PSC), declarou que todos os Poderes precisam passar uma reforma administrativa com corte de verbas indenizatórias. Segundo o empresário, a gigante estrutura do Estado é a culpada pela alta carga tributária que os brasileiros são submetidos.

“Precisamos diminuir o tamanho do Governo, reduzir toda essa estrutura. Nós não aguentamos mais pagar tantos impostos. Eu digo isso como um pagador de imposto da pessoa física, pessoa jurídica, da folha de pagamento… Precisamos reduzir e essa redução só vai acontecer com o corte de benefícios”, afirmou.

Durante live transmitida nesta terça-feira (29), Reinaldo criticou o pagamento de verbas indenizatórias dos parlamentares e defendeu que o corte deve começar nos gabinetes. Além disso, o candidato também questionou que a classe política não pode propor mudanças para o funcionalismo público, sem incluir os próprios benefícios que usufruem durante todo o período de mandato.

“Quantos deputados de Mato Grosso decidiram devolver a verba indenizatória de R$ 65 mil que eles recebem, além do salário, e nem precisam prestar contas? Eu não sei de nenhum! Existe um teto constitucional para o pagamento do salário, que é R$ 33 mil reais. Só que além disso, existe a verba de gabinete, que no Senado é quase 10 vezes a mais que o salário. Não tem razão um senador ter uma verba de R$ 300 mil por mês”, criticou.

Ademais, o empresário propôs uma mudança nas regras dos concursos públicos, instituindo a meritocracia. “Um exemplo: um professor que consegue a aprovação de 80% dos alunos no Enem, nas escolas técnicas, recebe o mesmo salário de um professor que aprovou apenas 10%. No modelo que está aí hoje, quem tem o mesmo nível de graduação e tempo de carreira, têm os mesmos direitos, independente da produtividade. Então, a meritocracia serve para isso, para melhor remunerar quem dá mais resultado”, esclareceu.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Improbidade administrativa
Deu na Revista Época
Com 87 anos
Não terminou
Candidatos tentam surfar na onda

Últimas Notícias
20.10.2020 - 22:20
20.10.2020 - 21:46
20.10.2020 - 20:37
20.10.2020 - 19:31
20.10.2020 - 19:00


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho

Itamar Carvalho

Sidney de Souza

Marquinhos Carioca

Renato Anselmo

Pablo Queiroz

Pastor Jeferson

Paulo do Carmo

Vinícius Pardi

Aroldo Telles

Marcus Brito Jr.

Elzio Xaulin

Ledevino Conceição

Elias Santos

Edmilson Carmo

Gato Louco

Nilda Tosca



Informe Publicitário