Comissão pede suspensão do cargo do presidente da OAB por idoneidade moral | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 07 de Julho de 2020

POLÍTICA Quarta-feira, 03 de Junho de 2020, 21h:46 | - A | + A




Agrediu a esposa

Comissão pede suspensão do cargo do presidente da OAB por idoneidade moral

Comissão Nacional da Mulher Advogada repudiou a atitude de Leonardo Campos


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

Após o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Campos ter sido preso na última semana (27), sob suspeita de agredir a esposa, Luciana Póvoas Lemos, a Comissão Nacional da Mulher Advogada emitiu um parecer pedindo a suspensão do cargo do advogado por idoneidade moral.

“Tais fatos impactam diretamente na temática da idoneidade moral, como requisito para ingresso e exercício da advocacia, a teor do disposto nos art 8° e art. e 34 todos da Lei 8.906/94- Estatuto da Advocacia e da OAB”, consta no parecer.

A idoneidade moral pode ser definida como o conjunto de qualidades que recomendam o indivíduo à consideração pública, com atributos como honra, respeitabilidade, seriedade, dignidade e bons costumes. A idoneidade significa a qualidade de boa reputação, do bom conceito que se tem de uma pessoa no meio social em que está inserida.

Conforme o documento, a Comissão pediu o deferimento imediato do cargo de Leonardo, visto que tal conduta infringe todas as normas que um advogado deve seguir.

“A análise realizada pelas signatárias do presente parecer indica também a necessidade de deferimento imediato medida cautelar de suspensão preventiva do dirigente em tela, na forma do art. 70. A medida excepcional é necessária na medida em que a conduta imputada ao advogado/dirigente requerido possa causar grave e relevante repercussão à dignidade da advocacia e à imagem da profissão”, defende a Comissão.

PageFlips: parecer

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Rodrigo - 03-06-2020 22:40:16

Interessante. Ano passado neste mesmo site foi postada a matéria de um advogado que batia na mulher e respondia por lesão corporal na 2a Vara da Violência Doméstica de Cuiabá. Ele continua advogando normalmente, mesmo tendo sido denunciado. Pq a comissão da mulher não fez nada neste caso mais grave ainda pois houve agressão física grave. Pau que bate em Chico nem sempre bate em Francisco.

Responder

2
1


1 comentários

coluna popular
Caso foi parar na delegacia
Não cumprimento acarreta em multa
Ficou à espera de UTI
Agendada para 15 de julho
Disseminou

Últimas Notícias
07.07.2020 - 19:23
07.07.2020 - 19:01
07.07.2020 - 18:09
07.07.2020 - 17:00
07.07.2020 - 16:03




Informe Publicitário