Corte de energia afeta moradia e alimentação dos estudantes da UFMT  | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

POLÍTICA Terça-feira, 16 de Julho de 2019, 19h:02 | - A | + A




EM DIVIDA

Corte de energia afeta moradia e alimentação dos estudantes da UFMT

Além da energia elétrica, moradores da Casa do Estudante devem ficar sem água e Restaurante Universitário


redacaomuvuca@gmail.com

Com a confirmação do corte de energia na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), na manhã desta terça-feira (16), estudantes do Campus Cuiabá se encontraram em uma situação preocupante, a permanência na instituição. Entre esses alunos estão, os moradores da Casa do Estudante Universitário (CEU) e os usuários do Restaurante Universitário (RU).

De acordo com o estudante de História, Bruno Henrique da Silva, que mora na CEU há três anos, até agora, não houve nenhum pronunciamento da reitora em relação à falta de energia nas habitações. Vindo de São Paulo para estudar em Cuiabá, o aluno afirmou que além da energia, ele e muitos estudantes não terão como se alimentar, já que a maioria, depende do RU.

“Nós não estávamos sabendo desse corte, tanto que eles cortaram primeiro no Campus e só depois aqui. Não sabíamos também que hoje a noite não teria o RU, parece que nós vamos conseguir algumas marmitas, mas é uma informação que a gente tem e é incerta”, disse.

Além disso, Bruno relatou que as habitações ficarão sem água, pois sem energia, não terá como encher as caixas d’águas da CEU. Desapontado, o aluno disse que os moradores iriam se reunir para buscar uma solução, mas que não existe nada a ser feito, a não ser esperar.

“Vamos nos organizar agora a tarde pra ver quais serão as atitudes que nós vamos tomar, porque não dá pra ficar assim. Hoje estamos sem energia, a bomba que manda água não vai suprir as necessidades da Casa e vamos ficar sem tomar banho, não vamos ter ventilador a noite e estamos em uma situação extremamente complicada, não sabemos ainda o que fazer”, afirmou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(7) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

mané - 17-07-2019 16:27:56

Mais uma vez o CHUTOMETRO e o ACHISMO !!! Quando dos 71 % ,54 % são negros ,tem-se uma idéia da veracidade da informação .Os negros são tolhidos da maioria das oportunidades dadas aos brancos . Senão vejamos ; Quantos REITORES NEGROS conhecemos? Quantos Gerentes de Bancos? Quantos Diretores de multinacionais ? Quantos Presidentes da República? Quantos Governadores? etc... Negros e Pobres ,pois as oportunidades lhe são NEGADAS desde sempre ,por uma elite preconceituosa ,e pior,com a ajuda dos seus VIRA LATAS !!!

Responder

0
0


alexandre - 17-07-2019 15:15:17

Alunos pobres, ou que se dizem pobres ? vamos fazer uma investigação psicosocial, cheio de estudante pobre de carro zero..se investigar cai para 20%...

Responder

2
1


mané - 17-07-2019 13:51:06

Alunos pobres em Universidades Publicas são; 70,2 % e é negra 51,2 % ,com renda média de R$ 1.431,00 !!! É sempre preciso MOSTRAR A VERDADE aos BOLSOPATAS ,desprovidos que são de ; estudos .informação ,berço e INTELIGÊNCIA mediana !!! Apenas , em torno de 3% são da classe média alta !!!

Responder

1
1


Bolão - 17-07-2019 11:21:45

Essa é uma característica do Governo fascista do Bozo! Abandono da Educação e Saúde!

Responder

0
3


Olavo - 17-07-2019 12:20:17

O bobalhão tem memória curta? Tá com algum problema? Procura o médico deve ser grave, desde 2018 as contas tavam atrasadas! Desde 2014 vem sofrendo cortes de bilhões do governo petista! Agora quer jogar o problema pro bolsonaro? Esquerdista é uma piada mesmo, reitora a sra vai ser processada, má gestão do dinheiro público, o governo mudou, não é mais aquele que aceitava trambiques, recebeu o dinheiro e não pagou por que? Pra fazer a opinião pública ficar contra o ministro? Não colou acabou, ninguém mais acredita em histórinhas pra boi dormir... Opis menos o bolão.

Responder

2
0


alexandre - 16-07-2019 20:21:25

Receberam 4,5 milhoes na sexta feira para pagar a conta do luz, na terça feira, 2 dias depois, não deram conta de fazer o pagamento, a culpa é do Bolsonaro ?

Responder

6
0


Olavo - 16-07-2019 20:02:17

Faço das sábias palavrasda dona edny damasceno as minhas!

Responder

1
3


7 comentários