Cuiabá ganha visibilidade nacional com desfile bizarro de adoção | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 24 de Junho de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 23 de Maio de 2019, 17h:15 | - A | + A




Evento foi comparado a “feira de escravos”

Cuiabá ganha visibilidade nacional com desfile bizarro de adoção

Capital recebeu destaque ao repercutir o evento “adoção na passarela”


redacaomuvucapopular@gmail.com

 

Após a realização de um evento destinado para o incentivo a adoção, a capital de Mato Grosso ficou nacionalmente conhecida. Isso porque a Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (AMPARA), organizou um desfile com crianças e adolescentes de 4 a 17 anos, que estavam “aptas para adoção”.

Em sua segunda edição, o desfile foi duramente criticado por advogados e pela população de Cuiabá e região metropolitana. Inclusive, chegou a ser comparado a uma antiga “feira de escravos'.

Tamanha foi a polêmica, que jornais como a (British Broadcasting Corporation) BBC Brasil e o Estadão, expuseram o caso. Além deles, revistas como a Marie Claire e ISTOÉ, transmitiram o episódio, gerando revolta nacional. 

A “Adoção na Passarela” foi idealizado pela AMPARA em parceria com a Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT). Conforme os organizadores, o evento teve como objetivo dar visibilidade as crianças e adolescentes que estão na fila para adoção. Além do desfile, foram feitas também durante a semana, palestras, seminários e recreação para as crianças. 

Entretanto, o evento vai contra a própria constituição federal, que visa resguardar a honra e a imagem da pessoa. A Lei 8.069/90 – Estatuto da Criança e Adolescente trouxe proteção integral à criança e ao adolescente de tal forma que, não só sua integridade física fique a salvo, mas também sua imagem e identidade, direitos estes personalíssimos, considerados fundamentais e arrolados em forma de cláusula pétrea. 

Veja mais: Advogado compara desfile de adoção com “feira de escravos”

GALERIA DE FOTOS

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes - 24-05-2019 08:08:05

Tão fazendo uma tempestade num copo d'água...todo mundo sabe que existe uma dificuldade em adotar crianças no Brasil. Aí, inventaram esse método moderno de expor as crianças pra que mais pessoas interessem pela adoção, e não querem aceitar essa inovação. Preferem o método antigo, que nunca funcionou? Se funcionasse, centenas de crianças seria adotadas rapidamente. Somos conservadores, preferimos insistir na ineficiência? Deviam esperar o resultado dessa exposição, pra verificar se esse método funciona ou não funciona? Chamou mais atenção das famílias propensas a adotar uma criança? Ontem no Jornal de Cultura, um intelectual meteu o pau nessa exposição...aí, tem que falar como o Datena diz: manda ele adotar uma criança, se tá reclamando...obviamente não vai adotar nenhuma. Então não pode falar nada. É igual padre falar sobre casamento, se nunca vai ser casado...não tem experiência prática, só teoria. E teoria é sempre uma beleza...A realidade dura, nua e crua, é que é cruel. Milhares de crianças no Brasil, precisando ser adotadas...e não são. Vão continuar enterradas nos Orfanatos...

Responder

9
9


Bruna - 24-05-2019 01:24:31

Ridículo. Uma vergonha. Expor as crianças dessa forma. E ainda emitiram uma notinha tentando justificar. Ou seja, insistem no erro e acham que estão certos

Responder

8
6


Edriane - 24-05-2019 01:23:05

Inacreditável que em.pleno século 21 isso esteja acontecendo ????

Responder

5
6


Mauricio - 24-05-2019 01:22:31

HUMILHAÇÃO TOTAL...ESSE GESTO DEVE SER EM PARTICULAR...SÓ FALTA EXAMINAR OS DENTES DAS CRIANÇAS E COLOCAR UM LAÇO DE CORDA NOS PESCOÇOS...

Responder

6
7


4 comentários