Deputada culpa Bolsonaro por 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil | MUVUCA POPULAR

Domingo, 20 de Setembro de 2020

POLÍTICA Domingo, 09 de Agosto de 2020, 13h:53 | - A | + A




Negligência

Deputada culpa Bolsonaro por 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil

Em artigo, Rosa Neide (PT), diz que Bolsonaro desdenha do alto número de mortos no país


redacaomuvuca@gmail.com

Bolsonaro e Rosa Neide.JPG

Foto: Reprodução

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT), divulgou um artigo neste sábado (8), criticando a atuação do presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido). O texto, que foi publicado no mesmo dia em que o Brasil atingiu o número de 100 mil mortos pelo novo coronavírus (Covid-19).

Para a deputada, Bolsonaro é o principal responsável pelo número alto número de vítimas registrados, visto que além de negligente, o militar negava há todo momento os riscos da propagação do vírus.

“O presidente Jair Bolsonaro é responsável direto pelas 100.240 vítimas fatais do novo coronavírus no Brasil, registradas no sábado (08). São 100.240 famílias enlutadas. Brasileiros e brasileiras que se foram pela irresponsabilidade do presidente da República, que não preparou o País para os impactos da pandemia.
Negligência e negacionismo marcam a gestão do Ministério da Saúde, desde que o primeiro caso do vírus foi detectado no País no dia 26 de fevereiro, deste ano. Nenhuma política nacional efetiva de prevenção e enfrentamento a covid-19 foi anunciada naquele período e continua sem ser apresentada”, escreveu Rosa Neide.

No texto, a petista afirma que desde o início da pandemia, o presidente desrespeitou e colocou em risco a saúde dos brasileiros e indo contra a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Nesse período, Bolsonaro proferiu dezenas de declarações públicas negando a periculosidade do vírus, negando as medidas de distanciamento social, orientadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e adotadas por Estados e municípios, única ação comprovadamente eficaz para reduzir o ritmo de contágio. Além disso, cometeu crime de improbidade ao mandar o exército aumentar a produção de cloroquina, medicamento utilizado no tratamento da malária e do lúpus, mas sem nenhuma eficácia científica comprovada no tratamento da covid-19. Contudo, a insensibilidade e a falta de respeito de Jair Bolsonaro para com a memória dos 100.240 mortos, para com as milhões de famílias afetadas emocionalmente com a perda de seus entes queridos, bem como sua irresponsabilidade e má gestão da saúde parecem não ter fim. Bolsonaro não tem limites”, declarou.

Confira na íntegra o posicionamento da deputada:

Brasil alcança terrível marca de 100 mil mortes pela covid-19, mas Bolsonaro desdenha. Fora Bolsonaro!

O presidente Jair Bolsonaro é responsável direto pelas 100.240 vítimas fatais do novo coronavírus no Brasil, registradas no sábado (08). São 100.240 famílias enlutadas. Brasileiros e brasileiras que se foram pela irresponsabilidade do presidente da República, que não preparou o País para os impactos da pandemia.
Negligência e negacionismo marcam a gestão do Ministério da Saúde, desde que o primeiro caso do vírus foi detectado no País no dia 26 de fevereiro, deste ano. Nenhuma política nacional efetiva de prevenção e enfrentamento a covid-19 foi anunciada naquele período e continua sem ser apresentada.

O presidente da República entregou a gestão da crise para governadores e prefeitos e deu às costas para a população. De fevereiro para cá, Bolsonaro demitiu dois ministros da Saúde, cujas profissões eram a medicina e colocou no lugar um militar, sem experiência na área da saúde.

Nesse período, Bolsonaro proferiu dezenas de declarações públicas negando a periculosidade do vírus, negando as medidas de distanciamento social, orientadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e adotadas por Estados e municípios, única ação comprovadamente eficaz para reduzir o ritmo de contágio.

Além disso, cometeu crime de improbidade ao mandar o exército aumentar a produção de cloroquina, medicamento utilizado no tratamento da malária e do lúpus, mas sem nenhuma eficácia científica comprovada no tratamento da covid-19.

Contudo, a insensibilidade e a falta de respeito de Jair Bolsonaro para com a memória dos 100.240 mortos, para com as milhões de famílias afetadas emocionalmente com a perda de seus entes queridos, bem como sua irresponsabilidade e má gestão da saúde parecem não ter fim. Bolsonaro não tem limites.

Na quarta-feira (06), em transmissão ao vivo ao lado do militar, Eduardo Pazuello, que responde pela pasta da Saúde, Bolsonaro destacou que apesar do Brasil caminhar, naquele dia, para a triste marca de 100 mil mortos, ‘é preciso tocar a vida’.

O presidente chegou a afirmar, sem provas, de que tem menos gente morrendo de outras doenças em 2020, do que morreram em 2019. Dando a entender que neste ano, brasileiros morreram de outras doenças, mas que em seus atestados de óbito registraram covid-19. Tática deplorável de negar o fato de que o novo coronavírus já matou mais de 100 mil brasileiros.

O irresponsável teve a insensatez de acusar a classe médica brasileira, que heroicamente tem estado na linha de frente do enfrentamento ao vírus, de estar poupando autópsias ao classificar ‘todas as causas mortes como covid-19’.

Logo após desconfiar da contagem total de mortes pela covid-19, Jair Bolsonaro declarou: vamos tocar a vida, tocar a vida e buscar uma maneira de se safar desse problema.

Oras senhor presidente, a população brasileira não tem condições de tocar a vida tendo que enfrentar sem apoio do governo federal, a maior pandemia dos últimos 100 anos.
Infelizmente não tenho certeza, de que em algum momento, o presidente assuma suas responsabilidades e apresente ao País um plano efetivo de combate ao novo coronavírus. Por isso, defendo com todas as forças o impeachment de Bolsonaro.

A postura omissa do presidente frente à covid-19 é criminosa. Ele é responsável direto pelas 100 mil mortes causadas pelo vírus, maior carnificina da história do Brasil.

É urgente que a União assuma seu papel na política nacional de saúde, para que ações efetivas sejam empreendidas visando evitar que mais vidas sejam perdidas. Isso ocorrerá somente com a saída do negacionista e genocida Bolsonaro.

Em nome da vida e da saúde dos brasileiros e brasileiras, Fora Bolsonaro!

Professora Rosa Neide

Deputada Federal (PT-MT)

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(10) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jedae - 10-08-2020 12:31:10

A quadrilha, ao invés de fazer obras no Brasil, fizeram mundo afora. Que beleza!

Responder

0
1


alex r - 10-08-2020 11:31:02

Só os alienados... O sr Neronaro é sim responsável.. como já falei ao assumir o cargo de gerente mor da nação se tem os bônus e os ônus ...bônus: prestigio, poder, imunidades... ônus : tudo de ruim no país ser culpa dele... foi assim com o Lula, Dilma, FHC, Itamar, Sarney... entre tantos... é tipico do cargo. Mas o Neronaro tem um agravante : ele se achou imune pq tiraram dele a decisão direta sobre os encaminhamentos relacionados ao Covid... Prova de sua incapacidade está no fato de desacatar orientação técnica e nem sequer ter Ministro da Saúde ... assim mostrando que assertivamente o STF estava certo em retirar dele tal decisão. Se o país ta nessa situação é culpa do povo que hora vota no maior ladrão hora vota no maior genocida...

Responder

2
1


Bolão - 10-08-2020 11:30:44

O Brasil é destaque em toda a mídia europeia neste domingo 9 devido à chegada aos 100 mil mortos por Covid-19. Jornais, TVs e rádios do Velho Continente lembram que o país é o segundo em número de contaminações e óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos, que registram 162 mil mortos. A ausência de reação por parte de Jair Bolsonaro sobre o trágico recordo não passou despercebida. Pasternak aponta um principal culpado pelos 100 mil mortos pela Covid-19: Jair Bolsonaro. “Como presidente, ele carrega essa responsabilidade. O comportamento dele vem sendo deplorável”, critica a bióloga. “Fico realmente decepcionada ao ver meu país desse jeito. Temos a pior liderança no pior momento possível. Como cientista e cidadã, fico tão triste ao ver como esse governo afundou meu país”, reitera. Bozo pior Presidente que o brasil já teve, só o Gado Bolsominion apóia esse energúmeno! O principal gestor público é o Presidente, que não tomou nenhuma iniciativa para combater a doença, pelo contrário, estimulou a sociedade contra os Cientistas e Profissionais da Saúde! Não respeitou o isolamento social! Ficou distribuindo "kit covid", já provado que não funciona para covid-19. Fora Bolsonaro e toda a sua corja!

Responder

1
0


Jedae - 10-08-2020 10:41:05

Vi sábado, uma matéria sobre sisal na Bahia. Pergunta que faço? Existe governo na Bahia? Esses quadrilheiros tem que ser refutados em todo e qualquer lugar. E demais querer que ladrões tenha vergonha na cara. Essazinha é acusada de roubar merendas de índios e crianças. Consegue dormir a noite. Que moral tem pra apontar o dedidinho sujo de merendas pra alguém?????

Responder

1
1


Amanda - 10-08-2020 08:44:07

por isso nessa eleição, NÃO VOU EM CANDIDATOS DO PT, SOLIDARIEDADE, PSB, PC do B, PROS, só para essa turma aprender

Responder

1
1


alexandre - 09-08-2020 18:51:18

Teve mortes de covid, tambem na Bahia, fora Rui Costa...

Responder

5
2


Carlos Nunes - 09-08-2020 14:03:06

Pois é, o Supremo tirou toda autoridade do presidente...disse que: 1) quem decidia se parava ou não parava o Brasil eram Os Prefeitos. 2) quem decidia quem fazia o Protocolo de Tratamento pro Coronavírus, em cada cidade, eram Os Prefeitos. Aí, eles pararam a Nação...causaram a Falência em inúmeras Empresa, Micro-empresas, Autônomos, etc...aumentaram o Desemprego...Empresário falido dispensa trabalhador. Ninguém sabe realmente Qual foi o Protocolo que cada Prefeito usou em cada município...mas deve ter sido um Protocolo RUIM PRA BURRO, pois morreu gente. Brasil parado...Mortandade...que tal culpar o BOLSONARO por isso. Dizer Você parou a Nação, causou a Mortandade...Perai, mas o Supremo tirou a autoridade do presidente...Este tinha um plano que não deixaram implantar no Brasil...a Hidroxicloroquina. O Dr. Vladimir ZELENKO, médico judeu, foi o pioneiro, criou um Protocolo de Tratamento com a cloroquina que deu certo...Tá exposto no vídeo> Rudolph Giuliani entrevistou o médico Dr. ZELENKO que já tratou cerca de 500 pacientes com Covid-19. Depois dele, outros tiveram bons resultados com a Hidroxicloroquina, tais como, o Dr. DIDIER RAOUT, médico francês, a Dra. NISE YAMAGUCHI, o Dr. MARCOS DA AMAZÔNIA, e outros. A pergunta que não quer calar...Se fosse administrado, desde o início, no começo da doença, o Protocolo de Tratamento com a Hidroxicloroquina, teriam morrido no Brasil mais de 100 mil pessoas? Nunca saberemos disso, porque impediram de usar o remédio. Provavelmente muita gente que morreu, se tivesse tomado a Hidroxicloroquina, na hora certa e na dose certa...estaria vivinha da silva... Dr. ZELENKO, Dr. RAOUT, Dra. YAMAGUCHI, Dr. MARCOS...dão testemunho disso. A questão ficou tão politizada, que tio Datena desmascarou tudo> Dois médicos famosos do Brasil pegaram o Covid-19: Dr. Davi Uip e Dr. Kalil, colegas do mesmo hospital. E tio Datena entrevistou os dois em seu programa. Perguntou pro Dr. Uip, "você tomou a cloroquina". Resposta: Não posso dizer. Perguntou pro Dr. Kalil, "tomou a cloroquina". Resposta: Tomei. Ambos tomaram evidentemente, mas porque só um deve a coragem de dizer? Se alguém tiver dúvida sobre os benefícios da Hidroxicloroquina, devia entrevistar agora o Dr. ZELENKO, o Dr. DIDIER RAOUT, a Dra. YAMAGUCHI, o Dr. MARCOS DA AMAZÔNIA, pra ver se eles confirmam isso...ou mudaram de opinião...Se eles confirmarem, significa que, quem impediu o uso da hidroxicloroquina, foi responsável pela mortandade mundial e nacional...Hoje o Google Notícias informa que o número de Infectados no mundo chegou a 19.665.645 pessoas...e o número de mortos a 727.523. Era melhor ter tomado o remédio...

Responder

11
5


Jedae - 09-08-2020 13:29:59

Tem vários prefeitos e governadores desta quadrilha, já acusados de desvios das verbas do combate ao covid. Não vi essa deputada dar um pum!

Responder

10
2


Olavo - 09-08-2020 17:10:23

Kkkkk

Responder

3
2


Jedae - 09-08-2020 13:23:29

Essa mulher tem que tomar vergonha na cara. Ela é acusada de roubar merendas de índios e crianças. Mula roubou bilhões. Toma vergonha acusada de roubos. Teu partido é uma quadrilha de bandidos vagabundos. Você não tem moral pra nada, sua amoral!

Responder

8
3


10 comentários

coluna popular
Parlamentares buscam estratégias
Deputado quer apoiar coronel Fernanda
Expulsou profissionais da TV Centro América
Blairo, Eraí e Mendes tentam eleger senador
Parte do partido quer apoiá-lo ao Senado

Últimas Notícias
19.09.2020 - 19:00
19.09.2020 - 14:10
19.09.2020 - 11:54
19.09.2020 - 11:50
19.09.2020 - 11:47


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário