Deputado cobra planejamento do estado, depois de passar “vergonha” em reunião  | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 25 de Abril de 2019, 08h:29 | - A | + A




REUNIÃO COM MINISTRO

Deputado cobra planejamento do estado, depois de passar “vergonha” em reunião

Parlamentares passaram “vergonha” em reunião com o ministro da Saúde

(Redação)
redacaomuvuca@gmail.com

 

O deputado estadual Paulo Araújo (PP) cobrou planejamento e organização do governo do estado. No início desta semana (22), os mato-grossenses acabaram passando vergonha, pois o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que não repassaria dinheiro para a Santa Casa, pois não foi apresentado um estudo sobre a situação do Hospital.  

“O ministro disse em sua fala que o planejamento regional precisa ser implantado em Mato Grosso. Ele demonstrou profundo conhecimento do sistema público de saúde. Porém, talvez a equipe técnica não tenha informado que o Estado tem planejamento regional. O Estado de Mato Grosso na década de 2000 se destacou como referência no planejamento regional, inclusive, com a premissa e o foco na interiorização do serviço”, informou.  

O discurso do deputado foi um desabado, diante da situação vexatória que os parlamentares acabaram passando na reunião com o ministro. Porém, o parlamentar afirmou que Mato Grosso é referência em gestão, e só faltou organização da administração estadual para apresentar os dados a Mandetta.  

“O nosso Estado é pioneiro em planejamento na área de saúde pública, e eu gostaria de fazer uma justa cobrança ao atual governador, Mauro Mendes (DEM) e ao secretário Gilberto Figueiredo, para que possam se organizar”, declarou.  

O ministro da Saúde se reuniu com os deputados das bancadas federal e estadual para discutir uma saída para a crise da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. Entretanto, Mandetta se mostrou descontente e não gostou de ser cobrado para conseguir uma solução efetiva do Governo Federal para resolver o problema da folha salarial e para o custeio com a finalidade de normalizar os atendimentos do filantrópico, suspensos desde o dia 11 de março.    

Em março, fontes do Governo Federal declararam que o ministro estava disposto a destinar até R$ 50 milhões para pagar os salários dos funcionários, entre eles, médicos e enfermeiros da Santa Casa.  

Porém, Mandetta deixou claro que para repassar o valor seria necessária uma intervenção no hospital, ou seja, o ministro não acha correto entregar tanto dinheiro público para a atual administração da Santa Casa sem fiscalização rigorosa. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

margarida - 25-04-2019 16:46:12

Planejamento na Saúde ? onde ? Cadê ? se tivesse não estaria esse caus, que joga dinheiro e nunca dá. Acham que o Ministro é burro.

Responder

1
0


Carlos Nunes - 25-04-2019 14:51:49

Será que alguém perguntou pro Ministro Qual É o Planejamento desse Governo pra Saúde Brasileira? Existe Plano de Saúde Nacional? É evidente que não existe nenhum, pois até agora nada foi divulgado...Se não existe Plano pra Saúde Nacional, o Ministro quer saber se existe Plano Estadual? Empataram: nem lá nem aqui, uai.

Responder

3
0


Sandro - 25-04-2019 09:47:42

"O nosso Estado é pioneiro em planejamento na área de saúde pública" só o planejamento né? pq a prática é uma vergonha

Responder

5
0


Ruth - 25-04-2019 09:44:24

Só liberam dinheiro quando o assunto é eles mesnmo, ai não precisa de nenhum planejamento

Responder

4
0


Cida - 25-04-2019 09:26:30

Passaram vergonha mesmo, mas esse Ministro parece ser um chato.

Responder

4
0


5 comentários