Emanuel “baixa a guarda” e manifesta condolências à família de Mendes  | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 17 de Maio de 2021

POLÍTICA Segunda-feira, 03 de Maio de 2021, 23h:08 | - A | + A




Respeito entre Rivais

Emanuel “baixa a guarda” e manifesta condolências à família de Mendes

Prefeito de Cuiabá lamentou a morte da mãe de Virginia Mendes em decorrência a Covid-19


redacaomuvuca@gmail.com

Foto: Reprodução

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), “baixou a guarda” e deixou o conflito político com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), de lado nesta segunda-feira (3). Em respeito a perda da primeira-dama do Estado e aos familiares, o emedebista lamentou a morte de dona Euridice Gomes da Silva, de 78 anos, mãe de Virgínia Mendes, que faleceu devido a Covid-19.

Por meio de sua assessoria, o prefeito desejou que “a graça, o consolo e o esplêndido amor de Jesus Cristo alcance os familiares e amigos próximos da dona Euridice”.

A mãe de Virgínia estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Mateus, no bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá, após testar positivo para a Covid-19 pela segunda vez, e faleceu nesta segunda-feira (3).

Em julho de 2020, ela foi internada e ficou cerca de 10 meses em um hospital de São Paulo, após ser infectada com a Covid-19. Após uma grande batalha, recebeu alta hospitalar, no final de abril, retornando para Cuiabá e continuando o tratamento em casa. Todavia, depois de 10 dias da liberação, foi reinfectada e, infelizmente, não resistiu.

Na sexta-feira (30), Virgínia Mendes deixou de ir até a entrega dos cartões do Ser Família Emergencial para acompanhar a sua mãe. Nesta segunda-feira (3), a primeira-dama participou da entrega dos cartões do Ser Família Emergencial e se emocionou ao falar da saúde da mãe.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Alex r - 04-05-2021 11:18:34

Coloco aqui minha condolências a família da primeira dama. E meus parabéns ao Emanoel por ser cavalheiro. So espero mais consciência dos gestores para um equilíbrio de decisões acerca da pandemia!

Responder

0
0


José Antonio Silva - 04-05-2021 10:05:45

Pois é. Alguém disse: viva o hoje, pois p amanhã ninguém conhece! Então não adianta fazer maldades, roubar igual a esses dois, amealhar fortunas a custa do sacrifício de outras pessoas, um dia você também vai ao além e não vai levar nada! Mas em algum lugar e em algum momento vai pagar pelo que fez; A DEUS ou ao lá de baixo.

Responder

1
0


RESPONSAVEL - 04-05-2021 09:32:01

Imagina quantas mortes ainda ocorrerão por causa da disseminação causada por conta do Decreto Estadual para AGLOMERAR no trabalho. Quem será diretamente responsabilizado ? Creio que serão muitas indenizações que Mato Grosso terá que.pagar para as famílias dos MORTOS EM SERVIÇO PRESENCIAL.

Responder

2
1


Paulo - 04-05-2021 12:10:33

Trabalho presencial, não quer dizer aglomerar.

Responder

0
0


4 comentários

coluna popular
Eleições 2022
‘Fim da paz’
Pedem dinheiro em seu nome
Até as últimas consequências
Aplausos a assassinatos

Últimas Notícias
17.05.2021 - 17:21
17.05.2021 - 16:43
17.05.2021 - 16:25
17.05.2021 - 15:19
17.05.2021 - 15:00




Informe Publicitário