Estudantes de medicina veterinária protestam por segurança na UFMT | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 07 de Abril de 2020

POLÍTICA Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020, 16h:30 | - A | + A




Hovet

Estudantes de medicina veterinária protestam por segurança na UFMT

Segundo os universitários, corte de verbas é um dos motivos de invasões no campus


redacaomuvuca@gmail.com

protesto-foto-1.jpg

Alunos do curso de medicina veterinária da UFMT protestaram contra a falta de segurança no campus. Foto: Reprodução.

Estudantes de medicina veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) protestaram, na tarde desta terça-feira (18), contra a falta de segurança no local, que já resultou em pelo menos duas invasões no Hospital Veterinário (Hovet) em 48 horas.

A manifestação contou com vários estudantes e professores do curso, aconteceu em frente ao Hovet. Segundo Adriana Borsa, coordenadora do curso de medicina veterinária da UFMT, os estudantes estão com medo, e a falta de segurança é um resultado dos cortes de verba.

“Temos visto vários furtos em toda universidade. O hospital veterinário fica sem funcionamento, fica um clima de medo entre os estudantes. Na verdade isso é um reflexo dos cortes na educação pública. A reitoria disse que houve redução na segurança. Antes tinha um vigilante fixo no hospital. Agora eles fazem rondas. Quem cometeu os crimes sabe que a segurança está fragilizada. Há prejuízo para os alunos e para o público, que fica sem atendimento. No setor de equoterapia, começaram roubando as torneiras, os ventiladores, depois tentaram roubar um cavalo. Então a universidade está totalmente abandonada”, afirmou.

O Centro Acadêmico do curso também declarou que um dos motivos pela falta de segurança são os cortes orçamentários.

"Lamentamos que a falta de segurança ainda seja uma realidade dentro do nosso campus e iremos cobrar das autoridades competentes e da gestão da instituição para que sejam tomadas as devidas providências. Como é de conhecimento geral, desde os cortes orçamentários que a UFMT vem sofrendo nos últimos anos o setor da segurança foi prejudicado e está sobrecarregado e é financeiramente inviável a contratação de novos funcionários para o patrulhamento do campus", afirmaram em nota

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

olavo - 19-02-2020 09:41:42

Ué não tava reclamando da polícia revistar uns alunos que tavam com tóxico? Agora querem segurança vai entender essa turma...

Responder

1
0


alexandre - 18-02-2020 19:27:38

Basta reduzir as passagens aereas e priorizar a segurança e video monitoramento...

Responder

1
0


Sinop - 18-02-2020 19:07:16

O leitão deveria combinar com as pessoas que estiveram próximas a ele no passado... será que pelo menos elas irão votar nele?... kkkk sumiu junto com baiano filho... ops?!!

Responder

2
0


3 comentários

coluna popular
Município possui 5 casos confirmados da doença
Projeto favorece Janina Riva
Enquanto pandemia persiste
Em sessão remota, fala 'escapou'
Programa foi suspenso devido à crise

Últimas Notícias
07.04.2020 - 08:41
07.04.2020 - 08:23
07.04.2020 - 08:16
07.04.2020 - 08:06
07.04.2020 - 08:00


Carlos Fávaro (PSD)

Coronel Rúbia (Patriota)

Elizeu Nascimento (DC)

Gisela Simona (Pros)

José Medeiros (Podemos)

Júlio Campos (DEM)

Nilson Leitão (PSDB)

Otaviano Piveta (PDT)

Procurador Mauro (PSOL)

Reinaldo Morais (PSC)

Valdir Barranco (PT)

(Nenhum deles)

Feliciano Azuaga



Informe Publicitário