"Governo prefere proibir pesca do que fazer sua obrigação”, diz vice-presidente de associação  | MUVUCA POPULAR

Domingo, 25 de Agosto de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 15 de Agosto de 2019, 13h:18 | - A | + A




Cota Zero

"Governo prefere proibir pesca do que fazer sua obrigação”, diz vice-presidente de associação

Vice-presidente diz que será uma catástrofe para comunidade pesqueira se a cota zero for aprovada


redacaomuvucapopular@gmail.com

mauro.jpg

Governador Mauro Mendes (DEM) | Foto: Arquivo

Vice-presidente da associação dos Lojistas de Caça e Pesca (ALCAPE-MT), Nilma Silva, rebateu as declarações do governador Mauro Mendes (DEM) de que será positivo para o estado, a aprovação do projeto de Lei Cota Zero, que proibirá a pesca nos rios de Mato Grosso, por cinco anos. 

A representante da associação contestou o projeto e afirmou que é  inadmissível o que o governador Mauro Mendes (DEM), que é autor do projeto, está tentando fazer com a comunidade pesqueira.

“Fazem vinte anos que o meu pai construiu esse trabalho e não vai ser agora por uma questão inconsequente do governo que vou deixar que a empresa feche. Ele faleceu há setenta dias e não vou permitir que tudo que construiu vá com ele por consequência de um governo desestabilizado”, afirmou Silva.

Ainda segundo a vice-presidente, o governador se equivocou ao dizer que os estoques pesqueiros do estado estão defasados, o que foi enfaticamente rebatido por Nilma Silva. “Não existe nenhum laudo técnico que comprove que os estoques pesqueiros estão defasados, não existe! Da onde é que ele tirou a ideia de que os nossos rios não têm peixe?, questionou.

Visando tentar reverter a situação, Silva se mobilizou com mais 40 pessoas para tentar convencer os deputados de que a atitude do governador é prejudicial para a comunidade, não só na questão do turismo mato-grossense, mas também, na questão social, onde muitos pescadores deixarão de colocar comida no prato de seus filhos, pois é do rio que vem o sustento e alimento.

“Nós nos reunimos em um grupo de quarenta pessoas de determinados municípios para podermos elaborar uma proposta para o governo. Nós podemos mostrar para o governador que tem outros caminhos sem precisar proibir a pesca no estado de Mato Grosso, que pretende tirar o direito do cuiabano de levar o peixe para comer em casa”, afirmou.

A vice-presidente também ressaltou que a pesca amadora fortalece a economia do estado, além de empregar muitas pessoas. E não se baseia somente em um esporte ou lazer de ir para o rio pescar os peixes. 

“Hoje a pesca amadora emprega mais de 100 mil pessoas diretas e indiretas, a final quando um pescador vai para o rio, ele passa na loja de pesca, na padaria, no mercado, no posto de gasolina, na borracharia, na distribuidora de gelo e bebida e na volta manda lavar o carro no lava jato”, argumentou Silva.

Para a associação, o governo prefere “proibir do que fazer a sua obrigação”, os pescadores temem a falta de comida e o desemprego que a ação poderá gerar.

“O governo prefere proibir do que fazer sua obrigação de fiscalizar e punir os predadores! Nós lojistas só trabalhamos oito meses por ano, pois quatro meses são de piracema. Já estamos com a corda no pescoço, com a cota zero será decretada nosso fechamento, e com isso será gerado mais desempregados”, concluiu.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(10) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 16-08-2019 07:19:58

Por que só governo não vê as coisas? São cegos? Ou com toda certeza SÃO CORRUPTOS! a tv MOSTROU, NA REGIÃO DO PRAEIRINHO, CANOEIROS JOGANDO TARRAFAS! A TV viu! O governo NÃO? Onde estaria a policia florestal? Ah! em berço esplêndido! Mas não tem equipamentos para efetivar tais fiscalizações! TUDO SUCATEADO! E ainda, operações mal planejadas, onde uma criança de dez anos teria uma estratégia melhor e mais eficiente! OU ESTÃO TENTANDO BENEFICIAR OS GRANDES PRODUTORES DE PEIXE? A TROCO DE ALGUM BERERÉ? Acredito que seja isso! Pescadores profissionais, ribeirinhos ou amadores não da lucro (financeiro) a políticos! Prefiro passar a mão no pau de galinheiro do que cumprimentar político!

Responder

2
0


Jober - 15-08-2019 20:01:54

Já estou aborrecido sem ter votado nessa porcaria de governador..imagina se eu estivesse votado nele???????????????? não está nem ai com o povo matogrossence ....tenho uma pequena empresa no ramo da pesca, tenho contribuido com o estado pegando meus impostos, mas para que, por isso digo NÃO AO COTA ZERO

Responder

1
0


LUCIANO - 15-08-2019 19:23:52

Pra quem concorda com o governador so um detalhe vcs por acaso vão empregar os milhares pais de familias que ficarao desempregados. Cota zero não e solução nunca foi. Devia e investir em fiscalização eficiente dentro e fora dos rios. Montar em pontos estrategicos bases de fiscalizações , com o dinheiro das multas aplicar uma parte em alevinos , fazer a rotatividade de especies por 3 anos etc so umas ideias que poderia ser implantadas sem prejudicar os pais de familia que tem seu sustento com a pesca. Nesse projeto infelizmente não tem nada de preservação. Governador so esta pensando nos supostos turistas que poderao vir so pra pousadas grandes e não está pensando na população matogrosence. Tenho dito

Responder

3
0


LUCIANO - 15-08-2019 19:22:15

Pra quem concorda com o governador so um detalhe vcs por acaso vão empregar os milhares pais de familias que ficarao desempregados. Cota zero não e solução nunca foi. Devia e investir em fiscalização eficiente dentro e fora dos rios. Montar em pontos estrategicos bases de fiscalizações , com o dinheiro das multas aplicar uma parte em alevinos , fazer a rotatividade de especies por 3 anos etc so umas ideias que poderia ser implantadas sem prejudicar os pais de familia que tem seu sustento com a pesca. Nesse projeto infelizmente não tem nada de preservação. Governador so esta pensando nos supostos turistas que poderao vir so pra pousadas grandes e não está pensando na população matogrosence. Tenho dito

Responder

2
0


LUCIANO - 15-08-2019 19:03:18

Pra quem concorda com o governador so um detalhe vcs por acaso vão empregar os milhares pais de familias que ficarao desempregados. Cota zero não e solução nunca foi. Devia e investir em fiscalização eficiente dentro e fora dos rios. Montar em pontos estrategicos bases de fiscalizações , com o dinheiro das multas aplicar uma parte em alevinos , fazer a rotatividade de especies por 3 anos etc so umas ideias que poderia ser implantadas sem prejudicar os pais de familia que tem seu sustento com a pesca. Nesse projeto infelizmente não tem nada de preservação. Governador so esta pensando nos supostos turistas que poderao vir so pra pousadas grandes e não está pensando na população matogrosence. Tenho dito

Responder

3
0


Augusto - 15-08-2019 16:03:07

Deveríamos exigir mais fiscalização quanto a redes tarrafas e outros metodos predatórios dos profissionais e ribeirinhos

Responder

5
0


Bruno - 15-08-2019 16:02:26

Nossos peixes estão acabando, tem que ter essa cota mesmo

Responder

1
7


Mirian - 15-08-2019 16:01:34

Demoro em, isso já deveria ter ocorrido faz tempo

Responder

1
7


LÉO - 15-08-2019 15:59:49

CONCORDO COM O GOVERNADOR

Responder

1
8


LUCIANO - 15-08-2019 19:02:18

Pra quem concorda com o governador so um detalhe vcs por acaso vão empregar os milhares pais de familias que ficarao desempregados. Cota zero não e solução nunca foi. Devia e investir em fiscalização eficiente dentro e fora dos rios. Montar em pontos estrategicos bases de fiscalizações , com o dinheiro das multas aplicar uma parte em alevinos , fazer a rotatividade de especies por 3 anos etc so umas ideias que poderia ser implantadas sem prejudicar os pais de familia que tem seu sustento com a pesca. Nesse projeto infelizmente não tem nada de preservação. Governador so esta pensando nos supostos turistas que poderao vir so pra pousadas grandes e não está pensando na população matogrosence. Tenho dito

Responder

5
1


10 comentários