Grupo faz campanha para cacique Raoni concorrer ao Nobel da Paz | MUVUCA POPULAR

Domingo, 25 de Agosto de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 15 de Agosto de 2019, 15h:09 | - A | + A




Liderança indígena

Grupo faz campanha para cacique Raoni concorrer ao Nobel da Paz

Prêmio é concedido para pessoas que realizam atos ou ações pela paz e fraternidade mundial


redacaomuvuca@gmail.com

 Cacique Raoni | Foto: Eliane Oliveira 

Grupo realiza uma campanha para que o Cacique Raoni, liderança indígena do povo Kaiapó/Mebêngôkre, conhecido internacionalmente por sua luta pela preservação da Amazônia e dos povos indígenas, seja indicado para concorrer ao Prêmio Nobel da Paz em 2020.

Conforme os idealizadores da campanha, que fizeram uma petição online em favor do cacique, a liderança merece ser indicada ao prêmio, pois há quatro décadas faz uma verdadeira cruzada para tentar salvar a floresta amazônica. A honraria é concedida para pessoas que realizam ações pela paz e fraternidade no mundo.

“Raoni só com o nome evoca todo o mistério e o poder do povo Caiapó, do qual ele é um dos guias. Obstinado e insubmisso, esse chefe carismático leva há quatro décadas uma verdadeira cruzada para tentar salvar a floresta amazônica que o viu nascer. Pai fundador do movimento para preservação das últimas florestas tropicais, patrimônio inestimável da humanidade, ele arriscou muitas vezes sua vida por essa nobre causa”, afirmaram o grupo.

Os idealizadores também enfatizaram que o cacique é o símbolo da luta em prol dos povos tradicionais, não só no Brasil mas no mundo. E luta para proteger as culturas milenares desses povos, que estão em conexão direta com a natureza.

Cacique 2.jpg

  Papa Francisco com o cacique Raoni | Foto: Mídia do Vaticano  

Além disso, também ressaltaram a simplicidade do cacique, que apesar de ter se reunido com grandes líderes de todo o mundo, se mantém humilde e vive de forma simples em uma cabana.

Essa não é a primeira campanha realizada para que o cacique receba o prêmio, em 2012 o ativista e ecologista francês Nicolas Hulot afirmou que o cacique brasileiro, incansável defensor da floresta amazônica, seria um bom candidato ao Prêmio Nobel da Paz. O ecologista chegou a comparar o brasileiro ao ex-presidente sul-africano Nelson Mandela.

"O chefe Raoni tem a têmpera de um Prêmio Nobel da Paz, quando o ouço e olho, para mim parece com o Mandela", declarou Hulot, presidente da Fundação pela Natureza e pelo Homem, em coletiva de imprensa realizada em Paris por ocasião do lançamento da campanha "Emergência Amazônia". "Raoni teria todos os motivos para ser rancoroso, já que seu território e sua cultura continuam sendo profanados, mas ele é somente amor e respeito", acrescentou na época.

As pessoas que apoiam a indicação do cacique ao prêmio podem assinar a petição aqui.   

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Cida - 15-08-2019 15:58:30

Já tem meu voto.

Responder

1
3


Edpson - 15-08-2019 15:30:33

Vai sim, vai...

Responder

2
3


2 comentários