Lúdio pede suspensão de alíquota de 14% durante pandemia | MUVUCA POPULAR

Sábado, 15 de Agosto de 2020

POLÍTICA Sexta-feira, 03 de Julho de 2020, 12h:00 | - A | + A




Previdência

Lúdio pede suspensão de alíquota de 14% durante pandemia

Requerimento deve ser apreciado na próxima semana


redacaomuvuca@gmail.com

 

 

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) pede para que seja votada a dispensa de pauta, na sessão da próxima semana, do projeto, apresentado na semana passada, que suspende a cobrança da alíquota de 14% de todos os servidores ativos e inativos durante o período da pandemia em Mato Grosso.

Deputados estaduais aprovaram em primeira votação, na  quinta-feira (2), as novas regras de aposentadoria para os servidores estaduais.  Lúdio pede também uma correção no projeto aprovado em janeiro, da cobrança de 14% dos servidores aposentados e pensionistas que recebem o teto do INSS.

“O setor privado não cobra contribuição previdenciária dos aposentados e há um teto de R$6,1 mil. A alteração que fizemos no estado inclui os aposentados que recebem até esse teto". 

Na visão do parlamentar, esse desconto prejudica o orçamento doméstico de cada aposentado. “Eles estão entrando em contato com os deputados desesperados, pois já vem descontado R$700 até R$1,1 mil na sua remuneração liquida. Nós aqui na Assembleia temos como corrigir isso". 

“Além de esse aumento ser injusto, porque os servidores públicos já estão sendo penalizados com a falta de reajustes salariais e o não cumprimento de leis de carreira, estamos no meio de uma pandemia e não é hora de aumentar alíquota previdenciária. Na prática, isso significa redução do salário líquido que esses trabalhadores receberão para o sustento das suas famílias. Então esses projetos corrigem a injustiça e a maldade do aumento da contribuição previdência dos servidores estaduais em Mato Grosso”, afirmou Lúdio.

 
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Silva - 04-07-2020 11:28:44

Verdade é que ta mais que provado que o Neo liberalismo não funciona e nunca funcionou, está falido, moreu. Depois do golpe, governo temer para governo Bolsonaro com propaganda do então ministro da economia Guedes, o Brasil só afunda. Brasil esta na lama, prova esta ai, que não é com privatizações (entrega das nossas riquezas) e desconto abusivos que governadores vem fazendo em relação Previdência de 11 para catorze por cento que vai melhorar o estado. Minas Gerais não houve melhora e mato grosso não vai melhorar. Governador e seus deputados estão iludidos, infelizmente não tem conhecimento, cada um na sua, quem entende de metal, tem que trabalhar apenas com metal. Como quem trabalha com saude o certo tem que ser médico, assim vai porra. Nós estamos nesse ano com um monte de gente maluca porra, é em Brasilia e em todos os lugares. Entra ministro, sai ministro, e agora até ministro cpm diploma falso. Vai pra pqp porra. Ta dificil ligar a tv e escutar um boca de burro falar.

Responder

3
1


alex r - 06-07-2020 07:54:03

A população é idiota . Discursos como do Guedes e de aumento de impostos, taxas, contribuição só serve para ter caixa para roubo. Numa Justiça que sinceramente deveria deixar de existir pq so favorece os colarinhos brancos... Acorda cidadão! Tem que fazer manifesto contra as atitudes e decisões de impunidade do STF sim, não é fake news.. mas cobrar posicionamento condizente... Olha obras da Copa o tanto de gente solta ... bilhões roubados e nada feito ...

Responder

0
0


Fabio - 03-07-2020 19:14:28

Funcionários públicos tem o dimdim certo no final do mês, tem que se preocupar com não tem renda deputado.

Responder

2
7


Sergio Rubens - 03-07-2020 16:13:54

Meus respeitos ao Deputado Lúdio Cabral, essa preposição vem em uma hora muito importante, e, de profundo interesse do funcionalismo público.

Responder

10
2


4 comentários

coluna popular
João Mototáxi discutiu com cidadão por WhatsApp
Henrique Lopes irá substituir Valdir Barranco
Braço direito de Wellington conquista vaga
Cobrando justiça
Tenente-coronel Rubia

Últimas Notícias
15.08.2020 - 14:03
15.08.2020 - 14:00
15.08.2020 - 10:36
15.08.2020 - 09:07
15.08.2020 - 08:00




Informe Publicitário