Manifestantes organizados por grupo de direita cobra abertura total do comércio  | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 04 de Junho de 2020

POLÍTICA Sexta-feira, 22 de Maio de 2020, 20h:41 | - A | + A




Contra Decreto

Manifestantes organizados por grupo de direita cobra abertura total do comércio

Empresária afirmou que pode contar com apoio militar se for preciso

direitistas.png

 Foto: Reprodução/Rogério Florentino 

Um grupo, com cerca de 60 empresários, protestou pedindo a abertura total do comércio, nesta sexta-feira (22) em frente à Prefeitura de Cuiabá. O ato foi organizado pelo movimento Direita Mato Grosso.

A princípio foi tentado pelos manifestantes uma reunião com o prefeito Emanuel Pinheiro, mas não foi atendido o pedido, posteriormente a negação o grupo considerou tentar apoio policial e político para reabrir os estabelecimentos mesmo que a decisão vá contra o decreto municipal.

De acordo com uma empresária bolsonarista, participante do ato, o segmento deve interferir no decreto municipal usando como mediação o militarismo. 

“Estamos em vários empresários, acho que a gente tem que reagir, pegar o apoio da Polícia Militar que apoia o movimento Direita Mato Grosso, o apoio da coronel Fernanda, candidata de Bolsonaro ao Senado, e abrir o comércio”, disse a empresária, Gina Defanti.

“Eu quero que se lasque o prefeito. Este ano eu não vou pagar IPTU. Meus funcionários estão com contrato suspenso para tentar sobreviver, tá difícil, as coisas estão complicadas, a miséria, a fome e desemprego causam tudo isso. A gente não pode se manter dessa maneira. Estamos obedecendo o sistema, temos que reagir. Não temos coragem pra abrir uma empresa, porque não enfrentamos esse prefeito, gente?, acrescentou.  A mesma empresária explicou que o grupo não está ignorando o vírus, mas cabe aos empresários serem responsáveis, se prepararem em seus estabelecimentos com o uso das recomendações que dificultam a contaminação pelo vírus.

“O vírus existe igual existe H1N1, dengue. Tá todo mundo morrendo só desse vírus no País. Ninguém mais morre de acidente, tiro, só de Covid-19?”, questionou a mulher.

Com ameaça, a mulher afirmou que a classe está organizada para voltar as atividades na próxima segunda-feira (25), mesmo não tendo acordo com o prefeito.

“Segunda-feira [25] é o ponto final. Se não atender terça-feira (26), todo mundo de porta aberta, vai na coronel Fernanda. Não tem desobediência não, isso que eles estão fazendo é covardia. Não faz sentido a gente manter essa passividade, a gente tem que enfrentar”, disse.

Entre os participantes do ato estavam proprietários de escolas, de cerimoniais, garçons, educadores físicos e lojistas de shoppings, cobraram que um novo decreto seja editado, flexibilizando o funcionamento dessas atividades.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

CORONA - 27-05-2020 16:20:41

RUA DA VITÓRIA, BAIRRO ALVORADA, e a RUA OSÓRIO DUQUE ESTRADA, BAIRRO ARAÉS, PERTO DO BAR DO JOÃO CAVALO, PONTOS TRÁFICO DE DROGAS MAIS CONHECIDOS DA CIDADE DE CUIABÁ. Lá o CV manda e desmanda e faz o que quer. Boca de fumo nessas ruas é o que não falta. Repassem à Polícia essa denúncia. A ÚNICA MANEIRA DE VENCER O TRÁFICO É NÃO DAR PAZ À ELES. A POLÍCIA TEM QUE FAZER ALGO. Não ficar esperando denúncia 0800.

Responder

0
0


Jedae - 27-05-2020 14:20:40

Comunas tem pavor da palavra trabalho. Eita raça infame e noventa!

Responder

0
1


Maque - 27-05-2020 12:36:14

Uai, os militares agora têm novo comando? Não sabia.

Responder

3
0


Zeca - 27-05-2020 11:53:21

*** A ESPELUNCA DELA NÃO PODE FECHAR....MAS , AEROPORTOS , RODOVIÁRIAS , METROS , NAVIOS , HOTEIS , RESORTS , ...PODEM NÉ ? ESSE GADO SÓ NO SAL E CURRAL ***

Responder

5
0


Benedito costa - 22-05-2020 21:45:10

Mais um bando de tecnoburocratas não consegue criar mecanismo em que todos possam trabalhar e tomarem todos os cuidados que o caso requer. Será que só o confinamento vai resolver o problema definitivamente? E a doença que até agora não tem vacina, remédio pra curar. Não seria melhor abrandar isso de forma racional onde todos tem que colaborar uns com os outros e todos poder ir e vir cuidando-se individualmente, em coletividade sem que tenha o comércio os serviços que parar? Tão preocupados demais na doença sem atacar a raíz dela.

Responder

3
3


5 comentários

coluna popular
Cinco pessoas próximas testaram positivo
Vírus se alastra no Governo Estadual
Possível contaminação em massa no Executivo
Reação pronta
Vítima de Covid-19

Últimas Notícias
04.06.2020 - 15:00
04.06.2020 - 14:58
04.06.2020 - 14:17
04.06.2020 - 14:12
04.06.2020 - 13:27




Informe Publicitário