Mauro Mendes ignora Bolsonaro e pede ajuda internacional | MUVUCA POPULAR

Sábado, 19 de Outubro de 2019

POLÍTICA Sábado, 14 de Setembro de 2019, 15h:50 | - A | + A




Sem politicagem

Mauro Mendes ignora Bolsonaro e pede ajuda internacional

Governador está mais preocupado com Amazônia do que o presidente


Muvuca Popular

Destaque na imprensa nacional por contas das queimadas que atingem o estado, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), mostrou que está mais interessado em resolver o problema, do que se afetar por questões políticas ou ideológicas. Sendo assim, mostrou completo desdém para a postura do presidente Jair Bolsonaro (PSL), em relação aos recursos internacionais para a Amazônia.

Esta semana Mendes adotou um tom mais conciliador, e afirmou em reunião com os embaixadores de quatro países da Europa, em Brasília, que tem interesse em firmar parcerias diretamente com eles, sem precisar do aval do presidente.

Bolsonaro chegou a mandar um recado curto e grosseiro para a chanceler alemã, ângela Merkel. A fala do presidente foi repercutida na imprensa internacional esta semana, quando ele disse:  "Quero mandar um recado para a ângela Merkel, que ela pegue esse dinheiro e faça o reflorestamento da Alemanhã".

Principal fonte de recursos internacionais, o Fundo Amazônia conta com uma captação de recurso da ordem de R$ 3 bilhões em doações, mas está paralisado desde que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) anunciou a intenção de alterar seu funcionamento e destinar recursos para indenizar proprietários de terras.

Maiores doadores, Noruega e Alemanha discordam das intenções do governo federal e suspenderam o financiamento de ações de conservação para a região.

Mauro Mendes foi na contra-mão do discurso presidencial. “Nós conversamos objetivamente com os embaixadores. O mundo tem interesse que façamos a preservação e, nós, temos interesse que o mundo colabore com a Amazônia para que isso aconteça. Além de preservar, nós queremos construir alternativa de desenvolvimento econômico para toda a nossa população”, disse Mendes.

Segundo a assessoria do governo do Estado, os embaixadores deixaram claro que o objetivo é saber de que forma eles podem colaborar com as ações. "Nós não queremos apenas preservar, mas também precisamos desenvolver a região. Temos muitos investimentos aqui. Queremos saber como podemos ajudar nesse desafio de preservar o meio ambiente, pois o Brasil é um parceiro chave", afiançou Nils Gumeng, da Noruega.

Ao ser indagado pela imprensa sobre a possibilidade da criação de um novo fundo, Mendes apontou que isto exigiria “mecanismos longos e complexos”. “Como já existe o Fundo da Amazônia, seria necessário criar um meio para que este fundo chegue diretamente aos estados.

Na reunião, Mendes destacou as ações realizadas no estado para combate as queimadas e a meta de desmatamento ilegal zero para os próximos anos.

"Estamos trabalhando muito e com metas audaciosas para manter a floresta em pé. Mas, o mundo precisa nos ajudar a compensar isso", cobrou. Participaram da reunião representantes dos governos do Amazonas, Amapá, Roraima, Pará, Rondônia, Acre, Maranhão e Tocantins.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Beto - 14-09-2019 16:45:22

Bozo está sendo ignorado pelo mundo inteiro, inclusive pelos seus eleitores... Besta de quem ficar

Responder

2
1


1 comentários