Medo do Hamas faz filho de Bolsonaro recrutar o Bope de Cuiabá | MUVUCA POPULAR

Sábado, 24 de Agosto de 2019

POLÍTICA Sábado, 06 de Abril de 2019, 05h:44 | - A | + A




"Que se exploda"

Medo do Hamas faz filho de Bolsonaro recrutar o Bope de Cuiabá

Força policial deu proteção ao filho do presidente após presepada

 

O clã Bolsonaro caiu em desgraça após so filho do presidente, senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), cutucar com vara curta um dos grupos mais violentos do planeta, o Hamas, com histórico de atentados a bomba e assassinatos de políticos contra aqueles que se opõe ou de alguma forma atrapalham sua guerra interna contra Israel, a quem o presidente Jair Bolsonaro, estendeu o tapete vermelho, anunciando inclusive a abertura de um escritório em Jerusalém.

Em visita a Mato Grosso nesta sexta-feira (05), um dos filhos do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), recrutou as forças do BOPE para lhe dar proteção, quando aterrisou na capital para seguir a Primavera do Leste (a 240 km), para participar de uma feira agropecuária.

Twitada

Esta semana, o Hamas respondeu à mensagem publicada no Twitter pelo senador Flávio Bolsonaro, irmão de Eduardo, na qual o senador diz querer que o grupo “se exploda”, depois que o movimento radical islâmico que controla a Faixa de Gaza condenou a visita do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, a Israel. No Twitter, Basem Naim — ex-ministro de Saúde do Hamas e atual presidente do Conselho de Relações Internacionais do grupo — condenou as palavras de Flávio, referindo-se ao senador como “o filho do extremista presidente brasileiro”. 

Histórico

O Hamas é considerado sanguinário, e a maior organização islâmica nos territórios palestinos da atualidade, e por mais de 10 anos promoveu ataques suicidas e atos terroristas contra civis, explodindo cafés, hospitais, escolas, qualquer alvo que chamasse atenção mundial. Um de seus criadores foi o xeque Ahmed Yassin, pregava a destruição de Estado israelense.

O grupo surgiu em 1987, após a primeira intifada (revolta palestina) contra a ocupação israelense na Cisjordânia e na Faixa de Gaza

Além da faceta militar – com as brigadas Al-Qassam – o grupo que controla Gaza também é um partido político. Em sua carta de fundação, o Hamas estabelece um objetivo claro:  promover a luta armada.

O Hamas é parte de uma vertente política do Islã que tem uma longa história de ataques e por sua recusa em renunciar à violência, o Hamas é considerado uma organização terrorista também pelos Estados Unidos, União Europeia, Canadá e Japão.

 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

KelApperb - 08-05-2019 17:58:01

Kamagra Plus viagra Cialis Levitra Comparaison

Responder

0
0


Luis - 06-04-2019 23:01:32

Kkkkkkk que lixo de reportagem se é que pode ser chamado de matéria. Tem que fumar muita maconha pra viajar alucinado e escrever da nisso

Responder

6
10


Luiz - 06-04-2019 16:44:03

A besta tá com medo das merdas, que vem fazendo junto com outro idiota que assina as bostas que os três metralhas fazem, que sua como sorvete, doce, sucos, é o grande legados que vão deixar para seus fiéis seguidores nesse curto mandato de brincadeira que a elite soberba financiou, vão tomar na tarraqueta até encostar.. É só piada

Responder

28
5


Sergio Rubens - 06-04-2019 13:16:52

Vem ni mim HAMAS, vcs não passam de um bando de "bobós tchera tchera. VEM NI MIM, otários.

Responder

4
17


mané - 06-04-2019 06:42:20

Não passa de um TCHUTCHUCA !!!

Responder

26
2


5 comentários