Mendes e Gilberto são notificados por falta de transparência nos gastos da covid  | MUVUCA POPULAR

Domingo, 20 de Setembro de 2020

POLÍTICA Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020, 14h:07 | - A | + A




Esclarecimentos ao público

Mendes e Gilberto são notificados por falta de transparência nos gastos da covid

Governador e secretário têm cinco dias para apresentar melhorias na transparência


redacaomuvuca@gmail.com

 

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foram notificados pelo Ministério Público Federal (MPF-MT) para que, em até 5 dias, apresentem melhorias na transparência dos gastos para o enfrentamento da covid-19, sem qualquer tipo de omissões.

O documento, assinado na última sexta-feira (31) pela procuradora da República, Denise Nunes Rocha Muller Slhessarenko, aponta que o Estado é considerado o "pior estado do Brasil no que diz respeito ao acesso e à disponibilização dos dados e informações relativos à pandemia de covid-19".

A procuradora lembra que os dois primeiros boletins referentes ao Índice de Transparência da Covid-19, Mato Grosso ocupava a pior posição no ranqueamento do nível de transparência, "sendo o único estado do Brasil em que aquele é considerando baixo", diz trecho do documento.

O MPF também lembra que Mato Grosso é único  dos 27 estados que não apresenta painel de visualização aberto ao público, além de não disponibilizar nenhuma base de dados em formato aberto, com os microdados indisponíveis, conforme o ranking de transparência da covid-19, da Open Knowledge Brasil, que avalia dados e informações relativos á pandemia do novo coronavírus publicados pela União e os Estados em seus portais oficiais.

O documento ainda relata a divergência de informações em relação aos exames pendentes no Laboratório Central do Estado (Lacen). Enquanto o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems/MT) afirma que existem  11.800 testes para diagnóstico de covid-19 pendentes, a secretaria de Saúde do Estado aponta que existem apenas 2.783 amostras em análise.

Entre as recomendações apontadas pelo MPF está a criação de um site específico destinado à transparência dos gastos públicos para o enfrentamento da covid-19 de forma fidedigna (sem omissões) e com atualização diária; todas as informações a respeito dos valores dos recursos recebidos do Ministério da Saúde direcionados às ações de enfrentamento ao COVID-19, devendo ser especificado: o valor e a sua finalidade; o ato normativo (lei, portaria etc) que resultou na liberação do recurso; o tipo de repasse (fundo a fundo, constitucional, convênio); e a data da liberação do recurso.

Também orienta o Estado a disponibilização de todo o processo integralmente de contratações e aquisições realizadas para o combate ao coronavírus, e a fonte de custeio (federal, estadual ou municipal).

O MPF também pede a disponibilidade das informações sobre número de casos e óbitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave registrados ou outras enfermidades que possam indicar suspeita de Covid-19 e  apresente, "no mínimo, para os casos confirmados, dados referentes a raça/cor, etnia indígena e profissionais da saúde, com indicação da carreira a que pertencem", diz outro trecho.

"Fixa-se o prazo de 5 (cinco) dias, diante da urgência que o caso requer, para que os destinatários informem se acatam a presente recomendação e relatem as ações tomadas para seu cumprimento, ou, por outro lado, indiquem as razões para o não acatamento. Esta recomendação constitui os destinatários pessoalmente em mora e, se não acatada, poderá implicar na adoção das medidas judiciais cabíveis, inclusive por eventos futuros imputáveis à sua omissão", conclui a procuradora.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Gonçalo - 04-08-2020 05:53:57

Tá fu....

Responder

0
0


1 comentários

coluna popular
Ansiosos pelas eleições municipais
Mais esperada que o fim da quarentena
Parlamentares buscam estratégias
Deputado quer apoiar coronel Fernanda
Expulsou profissionais da TV Centro América

Últimas Notícias
20.09.2020 - 19:00
20.09.2020 - 18:54
20.09.2020 - 14:25
20.09.2020 - 12:15
20.09.2020 - 12:13


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário