Ministro da Educação não deu respostas suficientes, avaliam deputados de MT | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 20 de Agosto de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 16 de Maio de 2019, 12h:01 | - A | + A




Câmara federal

Ministro da Educação não deu respostas suficientes, avaliam deputados de MT

Abraham Weintraub foi convocado a prestar esclarecimentos no plenário da Câmara federal


De Brasília (Agênia RBC News)

 

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi duramente confrontado pelos deputados federais em sessão no plenário da Câmara federal na tarde desta quarta-feira (15). A reunião durou pouco mais de seis horas, tempo que não foi suficiente para o ministro prestar esclarecimentos sobre os cortes de em média 30% nos orçamentos das universidades e institutos federal. Esta é, ao menos, a avaliação dos parlamentares da oposição e parte dos governistas, em especial a maioria dos deputados de Mato Grosso que participar da Comissão Geral.

Estavam presentes à sessão da Comissão Geral cinco dos oito deputados mato-grossenses: Doutor Leonardo (Solidariedade), Juarez Costa e Valtenir Pereira (ambos do MDB), José Medeiros (Podemos) e Professora Rosa Neide (PT). Com exceção de Medeiros, todos os demais deputados criticaram o fato de o ministro Weintraub não fornecer informações satisfatórias sobre os cortes. O ministro não agradou nem os deputados dos partidos governistas, que, apesar de poupá-lo das críticas mais ácidas, cobraram os motivos dos cortes.

“É um corte brutal, principalmente porque não estamos tendo queda de arrecadação. E mesmo se fosse um contingenciamento, como quer o governo, teria que haver um debate com os reitores para ajustar em conjunto o orçamento”, afirmou o deputado Valtenir Pereira. Esta questão, aliás, dominou grande parte do debate. “O governo não consultou os reitores para uma repactuação. Ele impôs um corte criminoso, pois não deixa opções para os gestores das instituições. É uma imposição e ponto”, analisa o deputado Doutor Leonardo.

A deputada Professora Rosa Neide segue na mesma linha. “O ministro não respondeu sobre as razões do corte. O que o governo fez foi impor uma situação que vai prejudicar o funcionamento das universidades e institutos federais a partir do segundo semestre. Não houve conversa com os reitores para a repactuação, para que juntos fosse definida a aplicação de recursos num quadro de contingenciamento”, afirmou a parlamentar petista.   Rosa Neide lenta duas questões importantes.

A primeira delas é “que de fato houve cortes e não contingenciamento”. “Num contingenciamento os reitores têm acesso ao orçamento com a previsão de recursos totais, mas com a limitação de gastos. Agora, o orçamento já aparece com o corte, sem a totalidade da previsão de recursos orçamentários”, pontua. A segunda questão é que o corte é sobre o custeio e o pagamento de terceirizados, incluindo aí os professores temporários.

“Lamentavelmente o ministro não esclarece nada. Ele foi convocado para prestar esclarecimentos, mas deixa muita coisa sem explicação. Não explicou exatamente as razões do corte”, observou o deputado Juarez Costa. Enquanto isto, o deputado José Medeiros ocupou a tribuna do plenário da Câmara para se solidarizar com o ministro da Educação e com o governo que, segundo ele, são vítimas de “fake news da oposição”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(11) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

alexandre - 17-05-2019 09:28:57

protestos contra os cortes no lula livre ?

Responder

2
0


Alke - 16-05-2019 14:37:33

Esses deputados são petistas?

Responder

6
5


Alexandre - 16-05-2019 14:10:22

Ele tem Universidades particular. Não sofre com os cortes e ainda lucra com o fechamento das universidades públicas. Essa é a razão do voto deles. Por isso querem tirar das públicas

Responder

7
3


Carlos Nunes - 16-05-2019 14:10:21

Ih! Tia Dilma cortou uns 11 BILHÕES da Educação...será que foi por isso que perdeu a eleição pra senadora, lá em Minas? BOLSONARO contengenciou 1 BI e 700 MILHÕES, se a arrecadação aumentar ela repõe o dinheiro, foi isso que disse o Ministro, e as Tv's mostraram ele dizendo isso. Só tem que avisar pra ele, não faça como a tia Dilma, não pode dar PEDALADAS, senão dá Impeachment. Deviam aproveitar e abrir a CAIXA PRETA das Universidades Públicas...seguindo o rastro do dinheiro.

Responder

5
8


mané - 16-05-2019 16:22:55

Não tomou a dosinha de Gardenal hoje? Tomou?

Responder

0
1


Olavo - 17-05-2019 13:42:49

Manezinho e vc tomou sua caixa de gardeal hoje? Lulopetista larápio...

Responder

1
0


Lemes - 16-05-2019 14:06:20

Inimigo da educação. Ataca Paulo Freire, o patrono da educação brasileira, e os professores com escola sem partido, mas usa de questões ideológicas para bloquear os recursos à educação e tentar colocar a opinião pública contra os estudantes, professores e cursos de humanas (que nos fazem questionar o contexto social em que vivemos) ! by comentário da internet

Responder

9
4


Olavo - 17-05-2019 13:49:31

Belo método do Paulo freire né, todo ano batemos recordes do pisa né, unicefe então nem se fala, é os prêmios Nobel de educação no Brasil em, são tantos que perdi a conta, (ouvi dizer que o mundo todo vai adotar o método do Paulo freire) SIC mas somente os países com governos socialistas...

Responder

1
0


Pedro - 16-05-2019 14:04:11

Vai ter luta! Não recuaremos!

Responder

9
4


Ivair Antonio - 16-05-2019 12:58:33

Fim do exame da OAB, fim do dinheiro facil, a troco de uma inscrição para uma prova mal elaborada e sem nexo. Este exame deve ser extinto ainda neste 1º semestre, pois existe muitos advogados, que nem sabe fazer um calculo trabalhista, uma planilha, a maioria terceiriza por incompetência, a 1º fase da prova e uma aberração e a segunda e pior ainda, pois as questões ou problemas redigidos são todos pegadinhas, ate parece que quando advogando vc não vai procurar as melhores doutrinas para estudar um caso e peticiona-lo, na prova vc tem que ser escravo desta falsa OAB.

Responder

5
8


Olavo - 17-05-2019 13:45:42

7 esquerdista controladores sociais deram deslike, essa é a tinha anencéfala...

Responder

1
0


11 comentários

coluna popular
Enxotado da política e fugido de MT por dívidas
Ex-governador pode perder direito de dirigir
“O crime dela é ser Lulista”
Servidores reclamam do abuso de poder
Porém, a família ainda não é favorável

Últimas Notícias
20.08.2019 - 11:32
20.08.2019 - 11:18
20.08.2019 - 11:04
20.08.2019 - 10:59
20.08.2019 - 10:47




Informe Publicitário