Misael afirma que Câmara vai escolher em consenso candidato ao Senado | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 07 de Julho de 2020

POLÍTICA Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020, 08h:09 | - A | + A




Eleição suplementar

Misael afirma que Câmara vai escolher em consenso candidato ao Senado

"Câmara vai estar presente e vai ajudar a definir essa eleição", afirmou presidente


redacaomuvuca@gmail.com

misael.jpg

 

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PTB), afirmou em entrevista ao Muvuca Popular, que a Casa de Leis, deve entrar em consenso para definir um nome que irá disputar a eleição suplementar ao Senado Federal.

“A Câmara vai estar presente e vai ajudar a definir essa eleição. Não gostaria que a ex-senadora, Selma Arruda (Podemos), passasse por isso. Mas, infelizmente passou e não podemos ficar sem representante nesta vaga. E, vejo que a Câmara pode fazer a diferença, na Capital, e vai definir”, finalizou.

O parlamentar ainda declarou que está muito feliz que o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), quer lançar seu nome para concorrer à cadeira.

O tesoureiro da legenda, Roberto Bezerra, adiantou em uma entrevista à reportagem, que existe uma corrente dentro do partido que está trabalhando na construção da candidatura do Misael Galvão para o Senado.

“Hoje se a gestão do Emanuel Pinheiro (MDB) está indo bem é porque a Câmara tem dado todo o suporte necessário nessa aprovação. E, com certeza Misael é um líder positivo”, pontuou o tesoureiro.

“Levo em consideração com certeza. Até porque o PTB é um partido forte e grande tanto na Capital, como no Estado e no país. Tem uma história. Mas, ainda é uma discussão que precisa ganhar musculatura, pois eu estou focado na gestão da presidência da Câmara e também como vereador”, disse.

Mesmo diante da indecisão do nome a ser lançado pelo partido, Misael garantiu que a Câmara não vai ficar de fora. Inclusive o vereador Juca do Guaraná (Avante) e Mario Nadaf (PV), colocaram o nome a disposição e podem ser os representantes da Casa de Leis na eleição suplementar ao Senado. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(8) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 21-01-2020 10:51:06

Não sei como esse descarado ainda tem a petulância de dizer asneiras, se não tem condições, o presidente da CASA DA VERGONHA, DA CASA DOS HORRORES, a toca do Ali Babá e os seus, de indicar nem cachorro vira latas pra ficar em esquina, ainda vai decidir ou ajudar a decidir candidato a SENADOR? Se coloque em seu reles lugar edil de 1/4 de tigela!

Responder

1
0


Humorama - 21-01-2020 10:42:29

O povo tem que concentrar mais, boicotar esse quem não liga para a população nas próximas eleições é muito bom!

Responder

1
0


alexandre - 21-01-2020 10:41:37

é o povo que escolhe, não os vereadores...

Responder

1
0


Denes - 21-01-2020 10:40:22

Parabéns meu nobre vereador

Responder

0
2


Alguém faz isso? - 21-01-2020 10:33:54

"O que é um vereador? O vereador é um agente político, eleito para sua função pelo voto direto e secreto da população. Ele trabalha no Poder Legislativo da esfera municipal da federação brasileira (o Brasil é uma federação composta por três esferas de poder: União, Estados e Municípios). Assim, o vereador tem um papel equivalente ao que deputados e senadores possuem nas esferas mais amplas (Estados e União). E qual a principal função de um vereador? Como integrante do Poder Legislativo municipal, o vereador tem como função primordial representar os interesses da população perante o poder público. Esse é (ou pelo menos deveria ser) o objetivo final de uma pessoa escolhida como representante do povo. E como um vereador pode representar, na prática, os eleitores? Pode-se dizer que a atividade mais importante do dia a dia de um vereador é legislar. O que isso significa? Podemos entender pelo verbo legislar todas as ações relacionadas ao tratamento do corpo de leis que regem as ações do poder público e as relações sociais no nosso país. O Brasil tem como tradição fazer a regulação de assuntos importantes para a vida em sociedade por meio de leis escritas, seguindo princípios que remontam ao Direito Romano. É por isso que temos uma grande Constituição, com centenas de artigos, parágrafos e alíneas. E não acaba por aí: a Constituição serve apenas para guiar as leis “menores”- mais específicas- que dizem respeito a uma grande variedade de assuntos. Dessa forma, podemos citar como ações típicas que estão ao alcance de um vereador criar, extinguir e emendar leis, da maneira que ele julgar que seja mais adequada ao interesse público. Aprenda mais: quem pode criar uma lei? Quais leis são trabalhadas pelo vereador? OK, já entendemos que o vereador é um agente do Poder Legislativo e por isso tem a competência para cuidar das leis. Mas tem um detalhe muito importante: quais leis um vereador pode tratar? Ora, o mandato de vereador é restrito à esfera dos municípios. Portanto, faz todo sentido que as leis deliberadas, criadas, emendadas ou extintas pelos vereadores tenham efeitos exclusivos para os municípios a que eles pertencem. Essa é a primeira pegadinha importante que queremos que você esteja atento na hora de escolher seu candidato: não adianta um vereador prometer que vai mudar leis que não sejam do âmbito do município! Ele simplesmente não terá competência para tratar sobre assuntos que digam respeito a mais de um município, ou a um estado inteiro, ou mesmo ao país inteiro."

Responder

1
0


Fabner - 21-01-2020 10:31:59

Os bairros vão ficar de lado pois a preocupação dos vereadores não é o povo

Responder

2
0


Taislaine - 21-01-2020 10:30:13

Parabéns vereador Misael Galvão. Luta sempre

Responder

0
2


Eversson - 21-01-2020 10:29:25

Quero ver os vereadores trabalharem de verdade para o povo não para eles

Responder

2
0


8 comentários

coluna popular
Não cumprimento acarreta em multa
Ficou à espera de UTI
Agendada para 15 de julho
Disseminou
Combate à violência contra mulher

Últimas Notícias
07.07.2020 - 14:04
07.07.2020 - 13:58
07.07.2020 - 13:51
07.07.2020 - 13:47
07.07.2020 - 13:13




Informe Publicitário