“MT está em chamas e projeto do Governo vai na contramão do combate”, diz Lúdio  | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 12 de Setembro de 2019, 09h:53 | - A | + A




Projeto de Mendes

“MT está em chamas e projeto do Governo vai na contramão do combate”, diz Lúdio

Proposta do Governo facilita o desmatamento em Mato Grosso


redacaomuvuca@gmail.com

 Deputado Lúdio Cabral | Foto: Dilvulgação 

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) afirmou que o projeto apresentado pelo governador Mauro Mendes (DEM), na Assembleia Legislativa, vai na contramão da missão de diminuir o desmatamento no Cerrado, na Floresta Amazônica e no Pantanal em Mato Grosso.

“Sabemos que estamos no momento mais agudo das queimadas em nosso estado, sabemos também que as queimadas são consequências diretas do avanço do desmatamento do Cerrado e na Floresta Amazônica e por incrível que pareça, a Assembleia votou o projeto do governador que facilita o desmatamento no nosso estado sem a necessária contrapartida que é a preservação de florestas”, criticou o parlamentar.

Hoje existe um limite para consumo de madeira em tora em Mato Grosso, que é de 12 mil metros cúbicos por ano, assim, qualquer consumo acima disso, pessoa física ou jurídica é obrigada a preservar floresta nativa ou a plantar floresta nova.

Entretanto, o projeto do governador aumenta esse limite para 49 mil metros cúbicos de madeira em tora. “Nós já havíamos conseguido derrotar esse projeto a pouco mais de um mês com o limite de 50 mil, só que a liderança do governo colocou essa proposta em um outro projeto e esse outro projeto foi aprovado hoje em primeira votação”, lamentou o deputado.

“Mato Grosso está indo na contramão, na realidade dramática que estamos vivendo. O estado está em chamas, a população sofrendo com os efeitos da baixíssima umidade do ar e da fumaça. Crianças, adultos e idosos nas filas das unidades de saúde buscando atendimento em função dessa situação gravíssima”, acrescentou.

Contudo, o governo do Estado encaminhou a proposta que facilita o desmatamento no estado, sendo que acaba até se contradizendo, pois assinou um decreto no qual proíbe o desmatamento até novembro.

"Nós temos que denunciar essa realidade e votamos contra aqui, fizemos um debate político intenso e vamos prosseguir na luta por que o projeto continua tramitando. Na CCJ nós tentaremos retirar esses dispositivos dessa proposta, mas é importante já fazer essa denúncia no momento agudo, no momento grave que estamos vivendo", finalizou.  

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(7) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Bolão - 12-09-2019 19:43:30

Esse governo nunca representou o povo! Só está do lado dos ruralistas! Fora Mauro Mendes! Fora Bolsonaro! Lula livre Presidente do Brasil!

Responder

2
0


Aline - 12-09-2019 14:24:34

Ótimo trabalho parabéns deputado

Responder

3
1


Rubens - 12-09-2019 14:22:45

o governo de MT e do lado do governo federal querem acabar com tudo

Responder

4
1


Hugo - 12-09-2019 14:22:12

A pronto, como se nunca tivesse queimadas aqui em MT

Responder

1
3


Chico Leitão - 12-09-2019 14:20:57

O clima piorando ano a ano e ninguém faz nada

Responder

3
1


Jorge - 12-09-2019 14:19:58

Esse parlamentar me representa

Responder

2
1


Maria - 12-09-2019 10:15:16

SENHOR DEPUTADO LÚDIO CABRAL, ESSE PROJETO QUE AMPLIA O DESMATE É MAIS UMA DAS FALCATRUAS DESSES PARLAMENTARES MADEIREIROS, PORQUE O MEIO AMBIENTE NÃO PODE TER RETROCESSO, AVANTE MPF, MPE, JUVAM,ETC E A REALIDADE É TRISTE, PORQUE FLORESTA DO ESTADO DE MATO-GROSSO VEM SOFRENDO BASTANTE COM O DESMATAMENTO ILEGAL A MUITO TEMPO. A BUSCA INCESSANTE PELO LUCRO A CORRUPÇÃO E O COMODISMO DAS NOSSAS AUTORIDADES SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESTE TRÁGICO PROBLEMA, E TAMBÉM A PORTA DO ESTADO ESTÁ ABERTA ( SEM FISCALIZAÇÃO ) PARA O TRANSPORTE DE MADEIRAS COMO A CASTANHEIRA (PROIBIDA DE CORTE) E TANTAS OUTRAS, E AINDA MAIS A FISCALIZAÇÃO E A IDENTIFICAÇÃO DE MADEIRAS SEMPRE INCOMODOU E INCOMODA A MAIORIA DOS DEPUTADOS E AQUELAS MADEIREIRAS QUE QUEREM ANDAR NA ILEGALIDADE, A FLORESTA NÃO É SÓ PARA A PRESENTE GERAÇÃO MAIS TAMBÉM PARA AS FUTURAS GERAÇÕES.

Responder

9
0


7 comentários