Para resolver impasse na Câmara de Cuiabá presidente pediu intervenção divina  | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 22 de Março de 2019

POLÍTICA Sexta-feira, 15 de Março de 2019, 11h:06 | - A | + A




PASSAGEM BÍBLICA

Para resolver impasse na Câmara de Cuiabá presidente pediu intervenção divina

Sessão desta quinta-feira (14) foi marcada por conflito entre parlamentares

Por: Helena Corezomaé

 

O presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Misael Galvão (PSB), afirmou em entrevista, que foi necessário pedir intervenção divina para conter os ânimos, após sessão conturbada, marcada por conflito entre parlamentares que votaram sobre a taxação dos aplicativos de transporte da Capital.

“Usei uma passagem bíblica ontem na hora. ‘Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união’, e suspendi a sessão para que os nervos se acalmassem e a gente voltasse aos trabalhos”, afirmou o presidente.

Segundo Misael, algumas pautas causam discussões acirradas. Contudo, o presidente da Câmara informou que irá se reunir com os 25 vereadores para traçar um plano para que não se repita a situação constrangedora na Casa.

“Os nervos se acirram, mas temos que ter tranquilidade para conduzir os trabalhos, e não deixar a desestabilização entrar no plenário. Eu vou reunir os 25 vereados para traçarmos um plano para que a gente não possa mais assistir uma situação como a gente assistiu ontem”, informou.

Confusão na Câmara

Nesta quinta-feira (14) a Câmara dos Vereadores de Cuiabá decidiu sobre a taxação dos aplicativos de transporte da Capital – como Uber e 99Pop. Após sessão conturbada, marcada por conflitos entre os parlamentares, o projeto de Lei foi aprovado com 13 votos favoráveis e 8 contrários.  

O ápice da discordância ocorreu entre os vereadores Abílio Junior (PSC) e Renivaldo Nascimento (PSDB), depois do assessor Rafael Millas, do deputado estadual Ulysses Moraes (DC), aplaudir a fala de Abílio.  

O ato irritou o vereador Renivaldo, que foi até o assessor e criticou os aplausos, alegando que ele não deveria estar na porta do plenário. Com isso, Abílio se envolveu na confusão e impediu a passagem do colega.  

Mesmo assim, Renivaldo passou pelo bloqueio do vereador e foi atrás do assessor de imprensa para questioná-lo. Segundo Millas, ele foi empurrado pelo parlamentar tucano.

Confira o vídeo da discussão: 

VÍDEO

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Gustavo - 15-03-2019 13:47:40

Sabia q este Toninho era um deles, cara sem que ve dizendo que pensa no povo , quem diria em ele votar contra o povo

Responder

2
0


Flavia Maria - 15-03-2019 13:15:07

Bom, já que tem taxa tem que ter ponto fixo para os uber e pop . Os mesmos direitos né? E gente, tem eleição e ano que vem . Aí vocês vão ver eles indo na nossa porta pedir voto.

Responder

3
0


Edinho - 15-03-2019 13:10:21

JÁ sabem em quem não votar nas próximas eleições né pessoal!! esses 13 não deve ganhar nem para porteiro

Responder

3
0


Betinho - 15-03-2019 13:08:24

A categoria vai se calar ou acovardar ?

Responder

2
0


Cida - 15-03-2019 13:07:05

Eles tbm vai ter direito de desconto na compra do veículo?

Responder

2
0


5 comentários

coluna popular
“Na gestão passada a Santa Casa funcionava”
Senadora mato-grossense tem "contato direto"
Arena não é só para futebol
Presenteada com salário de 13 mil
Renegociação faz povo pagar conta por 20 anos

Últimas Notícias
21.03.2019 - 18:16
21.03.2019 - 17:00
21.03.2019 - 16:12
21.03.2019 - 15:08


Emanuel Pinheiro

Valtenir Pereira

Procurador Mauro

Gisela Simona

Lúdio Cabral

Janaina Riva

Juiz Julier

Mauro Carvalho

Fábio Garcia

Ulysses Moraes

Pedro Taques

Victório Galli

Nenhum deles



Informe Publicitário